Notícias

Preço médio da venda de casas atinge máximo histórico no Porto

A valorização do mercado imobiliário continua em crescimento, contudo com um abrandamento face ao trimestre anterior, quando atingiu os 32,9%.

A valorização do mercado imobiliário continua em crescimento, contudo com um abrandamento face ao trimestre anterior, quando atingiu os 32,9%.

O sector do imobiliário contínua em crescimento e regista neste trimestre máximos históricos. O preço médio de venda das casas no Porto aumentou em 28% no primeiro trimestre deste ano, atingindo o máximo histórico de 2124 euros por metro quadrado desde 2007, revelou a Confidencial Imobiliário. Trata-se, de acordo com o estudo, de um “valor inédito” neste mercado.

No entanto, ainda houve freguesias que superaram o preço médio de venda. É o caso da União de Freguesias de Cedofeita, Santo Ildefonso, Sé, Miragaia, São Nicolau e Vitória (2.682 euros/m2).

Também a União de Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde e a União de Freguesias do Lordelo do Ouro e Massarelos estão acima deste patamar, com preços, respetivamente, de 2.612 euros/m2 e 2.303 euros/m2. Já a Campanhã mantém-se como a freguesia mais barata da cidade, com um preço de venda das casas situado em 1.291 euros/m2.

Apesar da constante valorização do mercado imobiliário, a Confidencial Imobiliário refere que, “a valorização agora observada apresenta, contudo, um abrandamento face ao trimestre anterior, quando atingiu os 32,9%”. E fica também aquém do preço médio de venda registado em Lisboa no trimestre, que se situou nos 3.561 euros/m2.

Sobre este autor

Jorge Teixeira

Adicionar Comentário

Escrever comentário