Atualidade Notícias

O Rio Douro acordou da cor da terra

O fenómeno depressa se tornou viral e as fotografias multiplicaram-se nas redes sociais. O Rio Douro está castanho. Mas há uma explicação.

Nem todos os invernos isto acontece, mas não é a primeira vez que as águas do Rio Douro ficam tão escuras. O fenómeno não é natural, mas explica-se tendo em conta as descargas das barragens na sequência das chuvas intensas das últimas semanas.

O fenómeno não demorou até ser fotografado e divulgado nas redes sociais, com várias pessoas a questionarem-se sobre a causa. Mário Luís Marques, meteorologista e climatologista, explica, em declarações ao Observador, que, “depois de alguns dias de grande produção energética nas barragens e, portanto, de acumulação de água, está a haver descargas sucessivas de água para o rio Douro. Quanto mais cheia está uma barragem, mais energia produz e esteve-se a conter a água nestes dias para produzir energia. Depois, as barragens começaram a libertar a água de forma controlada”.

“A cor castanha dá-se pelo afloramento fluvial mas também pelos sedimentos, alguns argilosos, que se concentram nas barragens durante meses, em períodos em que não há descargas consecutivas, e que foram movimentados. Ainda para mais houve toda aquela terra arrastada, de erosão, destes quase 50 dias de chuva desde outubro”, relembra Mário Luís Marques.

Esta tonalidade do rio é caso raro, mas não único. Já aconteceu em anos anteriores em que choveu muito. O meteorologista do Porto, fundador da empresa iClimateAdvisor, explica também ao Observador que esta “é uma manifestação normal, mas que não acontecia com esta intensidade desde 2006”, altura em que também choveu muito.

Sobre este autor

Ana Leitão

Adicionar Comentário

Escrever comentário