Atualidade Covid-19 Notícias Saúde e Bem-estar

Perda de paladar e olfato? Pode estar infetado com COVID-19

Perda de paladar e de olfato são agora sintomas indicadores para que se façam testes ao novo coronavírus.

Todos os dias surgem novidades sobre o novo coronavírus que está a fazer parar o mundo. Agora, cientistas britânicos defendem que a anosmia – perda parcial ou total do olfato – e a ageusia –  enfraquecimento do sentido do paladar – podem ser possíveis indicadores da infeção pela covid-19. Assim, é recomendado às pessoas que apresentem estes sintomas que permaneçam isoladas, mesmo sem a manifestação de febre ou tosse. Os dados publicados ainda são limitados, mas os médicos estão suficientemente preocupados para emitir esta recomendação.

O jornal New York Times relata o caso de uma mãe infetada que deixou de sentir o cheiro da fralda do seu bebé e de cozinheiros profissionais que perderam a capacidade de distinguir especiarias, Há ainda quem não consiga identificar o perfume do champô ou o forte cheiro a amónio na areia dos gatos. Por isso, mais que nunca, importa estar atento a estes sinais.

Um grupo de otorrinolaringologistas britânicos deixa o aviso. “Queremos consciencializar a população de que isto poderá ser um sinal de infeção. Qualquer pessoa que apresente perda de olfato deverá isolar-se voluntariamente”, afirmam em comunicado de Claire Hopkins, presidente da Sociedade de Rinologia Britânica.

Os médicos citam, ainda, relatos de outros países que indicam que um número significativo de pacientes com coronavírus apresentou anosmia. Na Coreia do Sul, onde os testes foram generalizados, 30% dos dois mil pacientes que deram positivo tinham um quadro de anosmia como principal sintoma.

Também na Itália, um dos países com maior número de casos da COVID-19, já vários médicos concluíram que a perda de paladar e olfato é um sinal de que uma pessoa que embora pareça saudável, pode ser portadora do vírus.