Empreendedorismo Turismo

O Porto hasteou a Bandeira Azul em todas as praias

A Bandeira Azul foi hasteada, pelo 13.º ano consecutivo, nas zonas balneares do Porto: Foz, Gondarém e Homem do Leme e, pela primeira vez, também na praia do Castelo do Queijo.

Este ano o Porto ganha mais um galardão, com a zona balnear do Castelo do Queijo a receber esta distinção pela primeira vez, fruto dos trabalhos de despoluição realizados na Ribeira de Aldoar ao longo dos últimos anos.

Com este novo galardão, o Porto atinge o pleno da Bandeira Azul em todas as 9 praias designadas (Pastoras, Carneiro, Ourigo, Ingleses, Luz, Gondarém, Molhe, Homem do Leme e Castelo do Queijo), mantendo ainda o galardão de ‘Praia Acessível’ nas praias do Homem do Leme e Carneiro.

De referir que a atribuição da Bandeira Azul às praias depende do cumprimento dos critérios do Programa Bandeira Azul. No que se refere à qualidade das águas balneares, são essenciais os resultados da qualidade da água das quatro épocas balneares anteriores.

Para além da ‘Bandeira Azul’, a zona balnear da Foz (Pastoras, Carneiro e Ourigo), foi distinguida com o galardão ‘Qualidade de Ouro 2020’, atribuída pela associação ambientalista Quercus, que atesta a qualidade “excelente” da água nas cinco últimas épocas balneares (2015 a 2019).
O Porto tem ainda duas praias adaptadas a pessoas com mobilidade reduzida, respondendo assim aos requisitos do programa ‘Praia Acessível, Praia para Todos’, nomeadamente, as praias do Carneiro e do Homem do Leme. Ambas, estão preparadas para receber pessoas com problemas de mobilidade condicionada, de modo a promover o acesso de todos os cidadãos às praias portuguesas.

Novas regras, a mesma qualidade

Face ao contexto atual com que nos deparámos, a ida à praia implica uma mudança de comportamento e cumprimento das regras relacionadas com a proteção individual. Por este motivo, todos os serviços e equipamentos de apoio à prática balnear foram revistos em 2020 de forma a garantir o cumprimento dos requisitos de higiene e segurança recomendados pela Direção-Geral de Saúde e pela Agência Portuguesa do Ambiente. De entre as várias medidas adotadas destaca-se a criação de corredores de circulação distintos para a entrada e saída das praias, o reforço da higienização e limpeza dos equipamentos de apoio à prática balnear, o aumento da informação disponibilizada ao público e a criação de um plano de contingência onde estão definidas as diretrizes e procedimentos a adotar perante a ocupação e utilização das praias do Porto, no contexto da pandemia da doença Covid-19.

A Câmara do Porto lançou, nesta época balnear, a campanha ‘Marés de mudança’, divulgando em todos os equipamentos das praias do Porto uma imagem que lembra as antigas barraquinhas de praia. O objetivo é sensibilizar a população para a mudança de atitude em relação ao ambiente, mas também às regras de convivência que são impostas para combate à pandemia da Covid-19.

Sobre este autor

Jorge Teixeira

Adicionar Comentário

Escrever comentário