Destaque Empreendedorismo Turismo

PORTUGALNTN FEEL® NATURE

A PORTUGALNTN foi criada há seis anos e é atualmente uma referência nacional na área da consultoria, desenvolvimento e dinamização de projetos no setor do Turismo de Natureza.

Domingos Pires e João Neves, transmontanos, são militares na reserva. Mais de duas décadas ao serviço do Exército Português, com missões efetuadas em vários Teatros de Operações, deram-lhes a resistência, a determinação, a disciplina e, essencialmente, a obrigação de assumirem como máxima da sua conduta, o cumprimento de todas as regras de segurança. É esta a palavra-chave do trabalho que desenvolvem e que, naturalmente, desencadeia a necessária confiança associada ao elevado profissionalismo.

A empresa nasceu em Mirandela e rapidamente começou a operar a partir do interior para o resto do país. Um caso raro e até exemplar. “Sentimos as raízes, aqui está a nossa identidade, as nossas melhores memórias e as nossas melhores histórias, e são estes ingredientes que colocamos em todo o trabalho que fazemos e que nos ajudam a valorizar os recursos dos territórios onde atuamos”, explica Domingos Pires. A PORTUGALNTN destacou-se ao ser distinguida com dois prémios atribuídos no último concurso Natural.PT Awards: o prémio de melhor empresa de animação turística em Portugal e o de melhor projeto em áreas protegidas, com o projeto “Touring no Parque Natural Regional do Vale do Tua”.

“Este reconhecimento foi um estímulo que recebemos como uma responsabilidade acrescida, de entrega total em cada projeto, de planeamento estratégico de cada desafio que nos colocam, sempre construído tendo por base o contexto local, a identidade regional, os valores, as crenças que nos transmitem os residentes, são eles a nossa permanente fonte de inspiração”, revela João Neves. Cada projeto é único, assente em critérios de sustentabilidade ambiental, porque o respeito pela natureza é lei para esta equipa, mas também a sustentabilidade económica e social. “Na criação de Redes de Percursos Pedestres é determinante envolver as populações locais e incluir um conjunto de componentes essenciais: a cultura, o património e os produtos endógenos. Desta forma, os nossos percursos pedestres passam a ser verdadeiros produtos turísticos com uma identidade, na qual as gentes desses territórios se reveem plenamente, estando prontos a ser trabalhados e vendidos por outras empresas, constituindo-se uma alavanca para outros setores e atividades económicas da região”, explica Domingos Pires.

De porte sério, mas sorriso fácil, os dois líderes da empresa facilmente conseguem interagir com os locais, entranhar-se na sua cultura e nos seus costumes. São eles que estão na primeira linha de atuação, nos laços que criam com as populações, no desenho dos percursos, na procura de soluções inovadoras e harmoniosas, na colocação da sinalética, na construção da história e na dinamização e promoção do próprio projeto. “Comandam” uma equipa de sete elementos, formados para a prestação de serviços de excelência: “só conseguimos rigor, profissionalismo e segurança apostando na formação de uma equipa estável, altamente qualificada”, sustenta.

A empresa foi das primeiras a adotar o selo “Clean & Safe” na área de Empresa de Animação Turística e de Agência de Viagens e Turismo e neste momento está em processo de certificação de Boas Práticas no âmbito do projeto Biosphere Turismo Sustentável (acreditado pelo Global Sustainable Tourism Council e reconhecido pela UNESCO).

A aposta na Tecnologia e Inovação

A PORTUGALNTN concebeu e implementou uma aplicação mobile de visitação territorial que se destaca pela criatividade e inovação. O projeto piloto foi desenvolvido na freguesia de Santa Maria Maior, em Chaves. Chama-se Feel Chaves e além da disponibilização, com georreferenciação, de imagens e descrição de Pontos de Interesse (POI) da cidade, sugere um percurso pedestre e quatro Rotas Temáticas Especificas. A Rota do Sistema Solar é a que desperta maior curiosidade, representando no solo todo o sistema solar à escala, fornecendo informação sobre cada um dos planetas. A Rota da Fotografia surgiu para eternizar momentos, indicando locais específicos para tirar as melhores selfies. A Rota da Arte Urbana promove a descoberta do centro histórico de Chaves através de pinturas que retratam momentos significativos da vida da cidade e dos seus habitantes. A Rota do Património promove a simbiose entre a história e a modernidade. Neste caso a experiência surge em forma de jogo.

Por fim, a Pequena Rota Margem dos Sentidos, um percurso pedestre acessível e inclusivo, que foi pensado, desenhado e implementado para proporcionar uma experiência sensorial diferente a qualquer utilizador. Esta rota foi planeada e testada por pessoas ligadas à deficiência, nomeadamente invisuais e pessoas com mobilidade reduzida. “Estamos a falar da primeira Pequena Rota Inclusiva, Acessível e Sensorial homologada pela Federação de Campismo e Montanhismo de Portugal”, sublinha Neves.

PORTUGALNTN Áreas de atuação

A PORTUGALNTN encontra-se estruturada em três segmentos distintos: Adventure, onde são desenvolvidos essencialmente workshops e atividades de Team Building em ambiente outdoor; o Walking, que compreende caminhadas conjugadas com experiências relacionadas com produtos endógenos; e a Consultoria em Turismo de Natureza, dedicado a estudos e projetos ligados à instalação de Percursos Pedestres Homologados, Percursos Pedestres Homologados acessíveis, Centros de Cyclin’Portugal, Centros de Trail Running, produção de Cartografia Temática, desenvolvimento de Aplicações Móveis ligadas ao turismo e soluções de Design de Apoio a Produtos Turísticos.

PORTUGALNTN e os Caminhos de Santiago

O Turismo religioso é um dos principais motivos que leva as pessoas a viajar, ao conciliar duas vertentes, espiritual e religiosa. Este segmento abre caminhos para quem procura, para além de tratar do corpo, tratar também a alma e o espírito. A PORTUGALNTN desenvolve projetos ligados aos caminhos de Santiago e outras rotas religiosas garantindo experiências seguras que permitem descobrir paisagens, hábitos e tradições populares, associadas ao património religioso existente. Efetua também a implementação de sinalética associada a estes caminhos privilegiando a utilização de materiais reciclados e tendo como principal referencial de implantação a segurança dos peregrinos.

Naturthoughts Turismo de Natureza dá lugar a PORTUGALNTN

A Naturthoughts Turismo de Natureza cresceu, evoluiu e essa transformação exigiu uma mudança na própria designação. “Nascemos com o foco de atuação no Nordeste Transmontano, mantemo-nos fortes neste território, mas crescemos e hoje a nossa área de intervenção é o país inteiro”, justifica Domingos Pires para explicar o porquê da necessidade de associar a palavra Portugal à sigla da empresa. “Desconstruímos a nomenclatura original para simplificar, ficando apenas a sigla, mas nós somos os mesmos e o nosso propósito mantém-se inalterado”, acrescenta. Foi também feito um restyling do logotipo, que agora apresenta um círculo que manifesta movimento permanente e contínuo e que une, num abraço fechado, aqueles que são os palcos de atuação da empresa: as montanhas (a sua verdadeira “casa”), as folhas (da biodiversidade e da renovação) e pequenos pontos que simultaneamente falam dos três segmentos em que atuam mas também o foco nos pontos de interesse que consideram em cada projeto (identidade territorial, sustentabilidade ambiental, económica e social e valorização dos recursos naturais).

Sobre este autor

Ana Sofia

Adicionar Comentário

Escrever comentário