Ecofriendly Empreendedorismo

ASCAL reclama apoios para a preservação das raças algarvias

Nem só de praia e diversão é feito o Algarve. Existe muito para descobrir entre os encantos algarvios. Alguns desses mesmos encantos são as raças Algarvias. Falamos da Churra do Algarve e do Bovino do Algarve. A Associação de Criadores do Algarve (ASCAL) tem reunido esforços para preservar e promover estas duas raças, que são, também elas, parte da identidade da região.

O ovino churro algarvio está implantado nesta região há mais de um século e pode considerar-se mesmo uma raça autóctone, com características muito semelhantes ao churro espanhol que se cria na província de Huelva do tipo Lebrijano ou Marismeño e que, segundo uma publicação da Extenção Agrária Espanhola, está disseminada ao longo da faixa litoral entre Cádiz e o cabo de S. Vicente.

O ovino churro algarvio distingue-se pela sua elevada corpulência, sendo um animal de temperamento vivo, resistente e capaz de fazer grandes caminhadas, de fácil maneio e adaptando-se muito bem às explorações agrícolas em que é criado. Foi devido a estas qualidades que conseguiu sensibilizar os criadores algarvios, implantando-se em toda a região.

É uma das raças nacionais com menor efetivo, estimado em cerca de 25.000 animais e é criado praticamente em pastagens naturais e com subprodutos da exploração agrícola. São animais que aproveitam muito bem a pastagem, bem como os frutos e folhas das mais variadas plantas.

Para a sua preservação e valorização muito tem feito a ASCAL. A Associação desempenha um grande leque de serviços, como: inseminação artificial e controlo reprodutivo em bovinos e suínos; centro de armazenamento de sémen; exames andrológicos a touros; diagnóstico de gestação e ecografia; saneamento em bovinos, ovinos, caprinos e suínos; inscrição de animais no SNIRB; vacinação de língua azul em ovinos; identificação eletrónica, registo de equídeos e animais de companhia; assistência clínica e profilática a todos os animais por dois veterinários; inscrição para subsídios; culturas arvenses (RPU); indeminizações compensatórias (manutenção da atividade em zona desfavorecida); transferência de direitos do RPU; resolução de problemas inerentes à inscrição e obtenção de subsídios; projetos de investimento; apoio à instalação de prados; aconselhamento agrícola; licenciamento de explorações pecuárias (REAP); formação profissional para os agricultores; venda de produtos agropecuários; exposição de animais em feiras; gestão do livro genealógico da ovelha churra algarvia; gestão do livro genealógico da vaca algarvia.

Os bovinos da raça algarvia

Os bovinos algarvios, ou melhor, dos de raça algarvia. Uma raça incerta no acaso da conjuntura acima descrita, uma raça já dada como extinta, recuperada e a caminhar para um aumento e preservação do seu efetivo. São animais médios, de aspeto roliço e compacto, dóceis, explorados tipicamente no minifúndio disperso da região do Algarve, do Algarve português de outros tempos.

Apesar do enorme apoio aos produtores, a ASCAL reclama a necessidade de ter mais apoios para a preservação deste património genético que conta, também ele, alguma da historia do Algarve.