Atualidade Covid-19 Notícias

Para evitar falhas, Netflix baixa qualidade de transmissão

Derivado da pandemia causada pela COVID-19 que cresce a cada dia que passa, a Netflix é ao dia de hoje o melhor amigo do homem. É o serviço de streaming mais utilizado no mundo e a União Europeia pediu à Netflix para reduzir o tráfego nas redes, de forma a garantir internet sem falhas a um maior número de pessoas.

Na passada quarta-feira, o comissário da indústria da União Europeia Thierry Brenton fez um pedido à Netflix, mais concretamente ao seu presidente executivo Reed Hastings, no sentido de que a plataforma de streaming service diminuísse a qualidade dos seus vídeos, de forma a evitar sobrecargas de internet, numa altura em que a Europa está no epicentro da pandemia originada pelo novo coronavírus. De forma a ser percetível o impacto que a Netflix terá nas próximas semanas na Europa, basta olhas ao números e perceber que fora dos Estados Unidos, já existem mais de 100 milhões de subscritores desta plataforma.

A Netflix acedeu ao pedido da UE e anunciou ontem que iria reduzir a qualidade dos seus conteúdos em 25%, de forma a preservar o bom funcionamento da internet nas próximas semanas de quarentena. Em comunicado ao site The Verge, um porta-voz da empresa de streaming anunciou que “A Netflix decidiu começar a reduzir as taxas de bits em todos os nossos fluxos na Europa por 30 dias. Estimamos que isso reduzirá o tráfego da Netflix nas redes europeias em cerca de 25%, além de garantir um serviço de boa qualidade para nossos membros”.

Segundo o mesmo o site, a Netflix já utiliza uma ferramenta que adapta automaticamente a qualidade da emissão seus conteúdos, tendo em conta a base de banda de internet disponível em determinada área. Nesta fase a qualidade de emissão vai depender da zona da Europa em questão, sendo que mesmo nos pontos onde os níveis de internet serão maiores, resoluções como HD ou 4K, não deverão estar disponíveis durante o próximo mês”.

Sobre este autor

Jorge Teixeira

Adicionar Comentário

Escrever comentário