Atualidade Covid-19 Notícias

Ministro alemão encontrado morto. “Estava preocupado” com a pandemia

Thomas Schäfer, ministro das Finanças do estado alemão de Hesse – onde se localiza Frankfurt – foi encontrado sem vida numa linha de comboio de alta velocidade na cidade de Hochheim, entre Frankfurt e Mainz.

O político, de 54 anos, pertencia à CDU, partido da chanceler Angela Merkel, e terá aparentemente colocado termo à própria vida depois de, nas últimas semanas, ter manifestado preocupação com as consequências económicas na sequência da pandemia de covid-19.

Em comunicado, o Governador de Hesse, Volker Bouffier, referiu que “a grande preocupação dele era se conseguiria corresponder às enormes expectativas da população, principalmente em termos de ajuda financeira”. “Tenho de admitir que estas preocupações sobrecarregaram-no”, afirmou Bouffier, acrescentado que Schäfer “aparentemente não conseguiu encontrar uma saída”. “Ele estava em desespero e deixou-nos”, concluiu.

A comunicação social alemã indica que ainda não é certo que Thomas Schäfer tenha colocado termo à própria vida. Ainda assim, o DW cita fonte próxima da investigação para avançar que o político terá deixado uma carta. O corpo encontrado na linha de comboio teve de ser identificado pela família de Schäfer.

O ministro alemão Schäfer, natural da cidade de Hemer, fazia parte da CDU, o partido de Angela Merkel. O político de 54 anos era politicamente ativo há mais de 20 anos e era o responsável pelas finanças de Hesse há quase uma década. Annegret Kramp-Karrenbauer, a substituta de Merkel na liderança da CDU, disse no Twitter que o partido está “chocado”. “Afetou-nos e deixou-nos tristes e atordoados”, escreveu a alemã.

Sobre este autor

Jorge Teixeira

Adicionar Comentário

Escrever comentário