Arquitetura e Design Atualidade Notícias

Os oito grandes projetos de arquitetura que vão ser terminados em 2020

Fotografias e vídeos de imponentes obras de arquitetura enchem todos os dias páginas de revistas e ecrãs de computadores em todo o mundo. Gostos e tendências à parte, não há quem consiga ficar indiferente às grandes obras. Um pouco por todo o mundo, algumas construções tornaram-se pontos turísticos incontestáveis, quer pelas suas dimensões, pelo seu design arrojado ou pelos seus detalhes.

Em 2020 espera-se que a esta lista se juntem mais oito grandiosos projetos de arquitetura, que a IN lhe dá agora a conhecer.

Vancouver House

https://www.nytimes.com/2019/10/29/business/vancouver-real-estate.html

Situado no Canadá, o Vancouver House distingue-se pela sua arquitetura inquietante. Um paralelepípedo que parece ter sofrido uma ligeira torção, ou simplesmente um bloco que vai alargando da base até ao topo, são duas das descrições possíveis para este prédio. O projeto é do escritório dinamarquês Bjarke Ingels, tem 150 metros de altura uma fachada cuja estética é pixelizada.

Spire London

https://www.mingtiandi.com/real-estate/crelist/greenland-group-halts-work-on-spire-london-over-safety-concerns/

O maior arranha-céu da Europa Ocidental ficará finalmente pronto em 2020. São 235 metros de altura, num total de 67 andares e 861 apartamentos. O projeto é assinado pela escritório HOK e cada unidade habitacional pode custar até 13 milhões de dólares.

Powerhouse Telemark

https://casavogue.globo.com/Arquitetura/Edificios/noticia/2020/01/8-projetos-de-arquitetura-iconicos-que-serao-lancados-em-2020.html

É o projeto mais sustentável deste conjunto de oito. A Powerhouse Telemark, na Noruega, é um projeto do Snøhetta, que a classifica como um construção ‘energy positive’. Isto significa que edifício produz mais energia do que a que consome. Todos os detalhes do edifício têm em conta a pegada de carbono, como por exemplo o teto, que está coberto por painéis solares, os sistemas de captação de água e recuperação de calor para maximizar a eficiência do edifício e ainda o telhado inclinado e um pátio de nível superior, que foram projetados segundo uma orientação ideal para a produção de energia solar.

Bem Viver Marquês de Itu

https://magikjc.com.br/empreendimento/bem-viver-marques-de-itu/

A previsão é de que o edifício projetado por Isav Weinfeld seja inaugurado já no próximo mês. O edifício de habitação social financiado pelo programa federal Minha Casa Minha Vida (MCMV), nasce da parceria entre a Magik JC e o arquiteto. O prédio vai ter 125 unidades, T1 com 25 m² e T2 com 34 m².. A planta em formato de “U” permite quatro arranjos internos diferentes, que garantem ventilação natural e vista para a paisagem urbana de todos os apartamentos. 

Grand Egyptian Museum

https://edition.cnn.com/travel/article/grand-egyptian-museum-secret-tour-egypt/index.html

Um bilião de euros e vários atrasos depois, será em 2020 que o Grand Egyptian Museum abrirá finalmente portas. A nova infra-estrutura promete alavancar o turismo na região. Além da vista para a Pirâmide de Quéops e o Planalto de Gizé, o Museu reunirá todo o conteúdo da tumba de Tutancâmon. 

Opus

https://www.arabianindustry.com/construction/features/2015/may/30/site-visit-the-opus-dubai-5053087/

O primeiro edifício do Dubai cujo interior e exterior é totalmente projetado por Zaha Hadid está finalmente em fase de conclusão. O prédio, de uso misto, assume a forma de um cubo com um vão livre, cujas duas partes são ligadas por um estreito corredor, numa forma que sugere que o maciço tenha sido esculpido a partir do centro para a periferia.  

Nanjing Green Towers

https://www.stefanoboeriarchitetti.net/en/project/nanjing-vertical-forest/

Considerado o primeiro passo para a arquitetura verde em Nanquim, a inauguração das Nanjing Green Towrers será um marco em 2020. As torres foram projetadas pelo escritório do arquiteto Stefano Boeri e na sua construção foram incluídas cerca de 600 árvores de grande porte e outras 500 de porte médio, a que se juntam 23 espécies locais, além de 2500 plantas em cascata. A camada exterior de vegetação dos prédios ajudará a regenerar a biodiversidade local, além de absorver 25 toneladas de CO2 e produzir 60 quilos de oxigênio por dia.

Le Grand Contrôle 

https://edition.cnn.com/travel/article/versailles-hotel-grand-controle/index.html

A partir deste ano o Palácio de Versalhes ganhará um hotel. O Le Grand Contrôle vai ocupar o Petit Trianon, três prédios que datam de 1681 e são assinados por Jules-Hardouin Mansart, o arquiteto favorito de Luís XIV. O novo projeto, que passa por uma obra de restauro profunda, é da autoria do designer de interiores francês Christophe Tollemer, especialista em arquitetura e design do século XVIII.