Turismo

Praia Marina Hotel, onde a tradição se confunde com o moderno

Em frente à praia da Vitória existe um aparthotel de quatro estrelas que é a melhor solução para todas as famílias e que foi criado por outra família. Espaço e modernidade andam de mãos dadas com ambiente intimista e tradicional.

Pode parecer paradoxal, mas existe um espaço hoteleiro na ilha Terceira que consegue reunir o melhor dos dois mundos: praia e património, modernidade e tradição, espaço amplo e ambiente intimista. O facto de ser um aparthotel, portanto oferecendo todo o luxo e comodidade de um hotel e a independência de apartamentos de alta qualidade, também ajuda a esse paradoxo.

O Praia Marina Hotel, de quatro estrelas, está situado mesmo no centro da Praia da Vitória – cidade e concelho na costa este da ilha -, em frente à praia e perto da marina. Fica ainda a 50 metros da praça principal, a cinco minutos do aeroporto das Lajes e a oito minutos do campo de golfe.

A própria Praia da Vitória é ‘dona’ da maior baía dos Açores e foi uma das primeiras povoações da Terceira, sendo por isso rica em história, monumentos, tradições, arquitetura típica e ruas calcetadas. “A nossa sala dos pequenos-almoços tem a calçada vitrificada, que é a continuação da calçada que existe até à rotunda lá fora. Houve uma conjunção do moderno e tradicional na decoração e arquitetura do nosso espaço”, explicou Gabriela Toledo, diretora e sócia-gerente do Praia Marina Hotel.

Existem quartos para todos os gostos (e necessidades): quartos standard, estúdios e apartamentos T1, a maioria com varanda e vista para a zona balnear. As suites, no terceiro e último andar, têm um grande terraço panorâmico, mas todos os apartamentos e suites estão equipados com kitchenette, casa de banho completa, ar condicionado, TV cabo, telefone, rádio e rede Wi-Fi.

Além dos 31 quartos, há a área de pequeno-almoço buffet e bar; áreas comuns com sofás, mesas, ar condicionado e Wi-Fi e parque de estacionamento gratuito. Foi tudo renovado em 2019 e esse aspeto atual ainda se mantém. “O feedback tem sido muito positivo, fruto do esforço de toda a equipa. Quase todos os funcionários estão connosco desde o início. A localização e o atendimento são, sem dúvida, o que nos diferencia”, disse, visivelmente orgulhosa.

Apesar da sazonalidade na Terceira ainda ser muito marcada, o que é facto é que além dos clientes nacionais, os estrangeiros – com destaque para os americanos e canadianos, já que têm agora voos diretos para a ilha – têm sido cada vez mais uma constante. A unidade hoteleira nasceu em 2004, quatro anos depois da empresa familiar (composta por Gabriela, a mãe e as duas irmãs) ter-se aventurado no Hotel Varandas do Atlântico, de três estrelas e com 30 quartos, no mesmo concelho. “Começou sempre com o sonho da minha mãe de ter um hotel. Pela idade da minha mãe e como as minhas irmãs vivem em Lisboa, estou há oito anos sozinha a tomar conta do barco”, contou, referindo-se aos dois hotéis. Nada que uma Praia da Vitória não esteja habituada de ver.

Sobre este autor

Jorge Teixeira

Adicionar Comentário

Escrever comentário