Empreendedorismo Líderes de Sucesso

GEORGE: “Há excelentes oportunidades em todos os lados é preciso é saber procura-las”

Jorge Fonseca

Em entrevista à IN, Jorge Fonseca, fundador da George , Recruiters and Career Change Consultants, perspetiva os futuros desafios, para empresários e para quem procura um novo trabalho, depois de se ultrapassar a crise pandémica do novo coronavírus.

Quando surge o GEORGE Career Change Consultants e em que contexto?

Criei a GEORGE em abril de 2015 em partnership com o Grupo RUMOS – um líder nacional nas áreas da formação e educação, após ter iniciado 5 anos antes a oferta de serviços de assessoria na procura/ mudança de emprego na EMA Partners Portugal.

Apercebi-me que havia muitos Executivos com que falava frequentemente que não estavam minimamente satisfeitos nas funções que exerciam (não viam hipóteses de progressão na sua empresa, não se identificavam com os Chefe ou com a postura das Empresas, queriam mudar de setor/ cidade/ país) e não sabiam como fazê-lo de forma otimizada.

Quais as valências da George Career Change e para que público são direcionadas?

A GEORGE dedica-se a assessorar Executivos e quadros empresariais na procura proativa de novos desafios profissionais em Portugal + Estrangeiro (centros de decisão da Europa, Palop’s/ Ghana/ Congo’s/ …, Golfo Arábico e em Macau), com o objetivo de acelerar e otimizar expressivamente essas pesquisas, cujos tempos médios são elevados e terão tendência a aumentarem significativamente nos próximos meses ou mesmo anos (ver Caixa/ Email enviado).

A palavra coach é muitas vezes banalizada, como ultrapassar esse paradigma?

Eu próprio comecei por apelidar os meus serviços de CAREER COACH, quando iniciei esta área de atividade há 10 anos na EMA Partners Portugal – uma empresas de referência de Executive Search, mas quando criei a GEORGE, eu e os meus parceiros do Grupo RUMOS achámos que seria critico passar a apelidá-los de serviços de CAREER CHANGE.

Considera que Lisboa é de facto o centro das oportunidades em Portugal?

Eu tenho assessorado profissionais não só sedeados na grande Lisboa + distritos limítrofes, mas também do grande Porto, Aveiro e Leiria, onde me desloco religiosamente 2 dias/ mês, desde que iniciei esta atividade de assessoria de CAREER CHANGE há 10 anos. Adicionalmente, também tenho prestado assessorias a profissionais sedeados no Algarve e nos Açores e Madeira, assim como nos Palop’s, Europa, Golfo Arábico, Macau, … .

Em minha opinião há excelentes oportunidades em todos os lados é preciso é saber procura-las!

E o interior do país, onde se enquadra e como se pode adaptar a uma realidade em que existem cada vez menos oportunidades?

Hoje em dia há cada vez mais atividades que podem ser desenvolvidas de forma remota. Eu próprio já entre os anos de 2000 e 2002 participei como Key Accout Manager no startup da atividade comercial da DELL Computer em Portugal, sedeado em Madrid e omnipresente por telefone e Email em Portugal, onde tinha objetivos de vendas de 1 Milhão de USD/ trimestre. Aprendi muitíssimo nessa empresa. Para além disso, o pós-pandemia irá incrementar as situações de teletrabalho e das vendas via web, sem contato físico com as lojas.

Como é que se pode dar apoio a pessoas sem recursos, sem possibilidades de mudar a sua vida e, muitas vezes, sem rumo e sem esperança?

Eu até ao momento tenho trabalhado sempre como Consultor privado de Executivos, pagos pelos mesmos ou pelas empresas rescindem dos seus serviços e me contratam serviços de outplacement, mas o estado por via do IEFP (Instituto de Emprego e Formação Profissional), presta serviços de assessoria gratuitos a quem está em situação de desemprego.

Nos próximos tempos é espetável que o estado invista mais recursos na otimização dos serviços do IEFP, que em minha opinião não têm estado minimamente vocacionados para a assessoria a quadros empresariais minimamente diferenciados (Licenciados …).

Estamos a sofrer efeitos semelhantes a uma grande guerra à escala mundial com um inimigo invisível chamado coronavírus. As consequências podem ser enormes, e o desemprego pode aumentar exponencialmente. Que conselhos pode deixar para quem, fruto da situação, volta a enfrentar o desemprego?

Esta é a resposta de 1 Milhão de USD, dado que depende do background profissional de cada pessoa em concreto, da sua Empregabilidade e do número de pessoas com bom poder de decisão que conhece e confia nelas (bom networking).

No pós-pandemia, muitos profissionais terão que mudar de setor, o que não é fácil, em especial quando se exerceu funções durante um vasto número de anos e que não sejam facilmente replicáveis para outros negócios (Ex: Gerentes de balcões da banca comercial, pilotos da aviação e hospedeiras, Diretores de hotel, Gerentes de agências de viagens, quadros de back-office em geral e com salários elevados, …).

Em minha opinião, empresas dos setores da Aviação, Viagens e Hotelaria sofreram uma forte quebra com a pandemia e irão demorar vários meses ou mesmo anos a voltarem a ter níveis de atividade algo semelhantes às que detinham.

Por outro lado, são espectáveis para breve um vasto número de fusões e aquisições de empresas, muitas das quais lideradas por empresas de reestruturação e de Private Equity, que deverão ainda ganhar um ainda maior protagonismo no pós-pandemia. Empresas dos setores da banca, telecomunicações e de setores muito concorrenciais e margens muitos esmagadas terão tendência a acelerar os seus processos de reestruturação, fusão e downsizing, e deverão libertar um vastíssimo número de profissionais.

O conselho que poderei dar a muitos dos profissionais é aproveitarem as próximas semanas de clausura para repensar as suas vidas e carreiras e nos negócios ou áreas de atividade onde se encontram presentemente (o que é espetável que se altere e por quanto tempo, como poderei acrescentar mais e mais valor, devo equacionar mudar de negócio ou empresa, cidade ou país) ?

O coaching é, hoje, mais conhecido e implementado nas organizações, porque a importância que as pessoas assumem no sucesso das empresas é, também, mais reconhecida?

SIM, um vasto número de empresas procura nos dias de hoje assessorias externas nas áreas especializadas que não domina.

Jorge M. FonsecaGEORGE Career Change Consultants
Mobile & WhatsApp: (+351) 961 355 424
Email:  jorge.fonseca@george.pt
www.george.pt

Sobre este autor

Jorge Teixeira

Adicionar Comentário

Escrever comentário