Empreendedorismo Gastronomia

Azeite Rosmaninho: nova imagem e ainda mais qualidade

A Adega Cooperativa de Olivicultores de Valpaços representa em pleno a cultura desta região, transportando toda a envolvência que une a espiritualidade da região ao produto que provém das suas terras – o Azeite. Agora com imagem renovada, a instituição segue o caminho da qualidade, reforçada com os recentes investimentos na adega.

Este é um projeto nascido do esforço e do saber dos olivicultores de Valpaços que desde 1951 se empenham na produção de um azeite que seja a identidade da região de Trás-os-Montes. A Cooperativa de Olivicultores de Valpaços tem vindo a reunir esforços para acompanhar os tempos, aliando os saberes à tecnologia. Depois da renovação da linha de extração, recepção, armazenagem e embalamento, hoje capaz de processar um milhão de quilos de azeitonas por dia, renovaram a imagem do reconhecido Rosmaninho, a marca do azeite da Cooperativa.

À Cooperativa chegam cerca de 12 milhões de quilos de azeitonas, mas nem só de quantidade se faz um bom azeite. Há medidas necessárias a ter, aquando a apanha da azeitona, para preservar o máximo de qualidade – afinal o azeite é um produto 100 por cento natural, o que significa que para se atingir uma produção próxima da perfeição, há regras a cumprir para preservar o expoente máximo do azeite – a azeitona.

O Rosmaninho é um azeite de características organolépticas transmontanas, um azeite de azeitonas provenientes do olival tradicional, verde, frutado, com aromas e sabores próprios e rico em polifenóis. Há, no entanto, variedade para todos os gostos. Ao todo são oito os tipos de azeite da marca – variam mediante a altura da campanha – é de intensidade média de amargo e picante se as azeitonas são colhidas mais verdes, mas mais doce e suave se o fruto é colhido maduro.

https://www.facebook.com/pg/CooperativaOlivicultoresValpacos.Rosmaninho

As gamas altas da marca são os principais destaques, o Praemium e o Grand Selection, azeites mais verdes e frescos com notas de erva, casca de amêndoa e maçã. E ainda gama gourmet: Madural, Cobrançosa e Verdeal, três azeites monovarietais distintos, que variam entre diferentes harmonias de sabores. E a encerrar o cardápio da vasta diversidade da marca Rosmaninho, os azeites Superior, Clássico e Biológico. O difícil é escolher.

 A qualidade do Rosmaninho é inegável, não fosse, afinal, a Cooperativa de Olivicultores de Valpaços um dos produtores de azeite mais medalhados de Portugal. Aos prémios perdem-se a conta, mas destacam-se aqueles que são ganhos em Itália, um país com forte tradição na olivicultura. Há ainda um lugar no pódio a ser destacado, afinal o Madural da gama Rosmaninho Gourmet conquistou o terceiro lugar do azeite mais saudável do mundo, uma distinção atribuída pelo ‘The World Best Health Evoo Contest’ (WBHEC), realizado em Espanha. E nesta fase importa sempre ressalvar os atributos antioxidantes e anti-inflamatórios naturais do azeite, elevados nos azeites Rosmaninho.