Logística

Conforto e segurança no transporte de doentes

A Ambatlântico é uma empresa direcionada ao transporte não urgente de doentes com atuação na região do Grande Porto e também em Aveiro. O rigor no cumprimento de prazos e um serviço humanizado são parte da identidade de uma empresa que se coloca sempre ao dispor do cliente.

Em que contexto e em que ano surgiu a Ambatlântico?
A Ambatlântico nasceu nas mãos do atual dono da empresa – Ricardo Lousado, no ano de 2017. Conhecido como um homem empreendedor, determinado e de trabalho, não teve dificuldade em arriscar e abraçar este setor. Inicialmente geriu pessoalmente a empresa, trabalhando em todas as áreas para solidificar os seus conhecimentos, se aperfeiçoar e profissionalizar em todas as áreas que o sector exige. Sem nunca deixar de estar presente, passado dois anos, a Ambatlântico passa a ter como gestora executiva a colaboradora Susana Santos, que encontra neste projeto, um enorme desafio e mantém o mesmo sentido de determinação e trabalho. Encontra em cada cliente uma motivação e a confiança de servir cada vez melhor. Exige de si própria, não menos do que o melhor.

Quais são os serviços disponibilizados pela empresa? Estamos a falar de uma equipa de quantos colaboradores e de que forma é constituída a vossa frota?
A Ambatlântico faz serviço de transporte não urgente, maioritariamente serviço programado, para hemodiálise, fisioterapia, consultas, meios de diagnóstico e serviço de oncologia. No geral trabalhamos com serviço particular, subsistemas de saúde (ADSE, SAD PSP e SAD GNR), seguros de saúde, segurança social, serviço internacional e com credenciais, nomeadamente credenciais do Hospital de São João. Temos uma tímida e excelente equipa de 12 colaboradores, que são extraordinários profissionais, que vestem a camisola e lutam dia após dia para o crescimento salutar da Ambatlântico.

Quais são os vossos principais parceiros de trabalho? Tem exclusividade para alguma unidade em particular ou algum tipo de limite geográfico na implementação do vosso serviço?
Desenvolvemos a nossa atividade na grande cidade do Porto, recentemente alargamos um pouco a nossa área geográfica e estamos a trabalhar também em Paredes, Penafiel, Marco de Canavezes e Aveiro. O nosso grande objetivo no crescimento é fazê-lo de forma segura e sem nunca perdermos a qualidade que habituamos os nossos clientes.

Preservamos os laços que temos com todos os nossos parceiros e concorrentes, que respeitamos e mantemos boas relações.

Que mais-valias identifica na Ambatlântico-Ambulâncias, que diferenciem esta empresa dos demais players do mercado?
A nossa principal diferença em relação a outras empresas do setor é a nossa frota, que tentamos preservar e cuidar para dar conforto e segurança e que é cuidadosamente alinhada pelo nosso gestor de frota – Miguel Faria. Os nossos colaboradores, que são excelentes profissionais da área, têm uma componente humana que nunca é posta em causa. A coordenação de serviço, dirigida por Rogério Campos, tem como foco principal o cumprimento de todos os horários e rotas de serviço, para que não hajam atrasos e os que possam existir, por condições alheias ao serviço, sejam minimizadas no imediato. Não deixar ninguém para trás, é o lema deste coordenador.

Quais são as vossas perspetivas de futuro? Pretendem alargar mercado ou iniciar alguma nova parceria em 2020?
A nossa perspetiva para o futuro, passará sempre por manter o padrão de qualidade que os nossos clientes e parceiros nos exigem. Pretendemos manter a formação técnica, a boa manutenção da nossa frota e o alargamento dos serviços geograficamente.

Sobre este autor

Direcção IN Corporate Magazine

Adicionar Comentário

Escrever comentário