Turismo

ASSOCIAÇÃO DE TURISMO MILITAR PORTUGUÊS

Forte da Graça, de ermida 
a forte e prisão

É uma nova forma de abordar o turismo, dando a conhecer batalhas históricas que definiram o que hoje é o povo lusitano e as suas fronteiras. A Associação de Turismo Militar Português nasce precisamente pela necessidade de promover e divulgar o património histórico-militar existente no nosso país, dar a conhecer a nossa herança e preservar o nosso legado, seja ele material ou imaterial. A plataforma online desta associação reúne um conjunto de roteiros para dar a conhecer a História de Portugal através da História militar.

O que distingue este turismo de outro tipo de turismo?

O Turismo Militar como segmento do Turismo Cultural potência o desenvolvimento de novos produtos associados a esta marca, que ainda não foi devidamente explorada, promove o desenvolvimento económico e social dos territórios e contribui para a valorização e salvaguarda do património. O Turismo Militar pode, ainda, agregar diversos setores do turismo, reforçando os circuitos turísticos religiosos e culturais, estruturando a oferta de turismo de natureza, dinamizando as estadias de curta duração em cidade e promovendo a riqueza e qualidade da gastronomia e vinhos como complemento de experiências turística.

Acreditamos que o Turismo Militar e a criação de narrativas, podem ser potenciadores de fluxos turísticos e valorização do destino Portugal. O objetivo deste projeto é também a descentralização do turismo, contribuir para atração de turistas às zonas mais recatadas, sobretudo do interior do país, que por sua vez detém grande parte

das estruturas militares. A ATMPT pretende contribuir para o desenvolvimento económico e criação de emprego.

Quais os principais eventos que já organizaram?

A ATMPT tem integrado vários projetos ao longo de todo o território nacional, em parceria com diferentes entidades, públicas e privadas. Apoiamos a organização de vários eventos dos nossos associados. Entre vários eventos organizados pela ATMPT, destaque para o conjunto de seminários sobre Turismo Militar, que decorreram em 2018:

• Seminário “Turismo Militar e Storytelling: o potencial do legado Templário”, no dia 22 fevereiro de 2018, em parceria com o Convento de Cristo, a Câmara Municipal de Tomar e o Instituto Politécnico de Tomar, que contou com a apresentação de diversos enquadramentos teóricos e de casos de sucesso nacional por parte de vários oradores convidados, e com uma abordagem temática do “Romance histórico e o potencial dos Templários”, pelo jornalista e subdiretor da TVI, Pedro Pinto;

• Em abril de 2018, a ATMPT organizou em conjunto com o Núcleo de Tomar da Liga dos Combatentes, o Seminário “O Centenário da Batalha de La Lys e o Dever de Memória”, em parceria o Instituto Politécnico de Tomar, Câmara Municipal de Tomar, Exército e Turismo do Centro de Portugal, dirigido a toda a sociedade civil. Este evento pretendeu evocar e apresentar a Batalha de La Lys no dia do seu centésimo aniversário, um dos maiores símbolos da participação de Portugal na Primeira Guerra Mundial;

• Em julho de 2018, decorreu no Convento de Cristo, o Seminário “A Ordem do Templo e a Defesa Territorial”, num cenário de recriação histórica, organizado pelo Instituto Politécnico de Tomar, a ATMPT e a Comenda de Tomar/Grande Priorado de Portugal – OSMTH;

• Em novembro de 2018, teve lugar no Centro Cultural

de Vila Nova da Barquinha, o Seminário “Turismo Militar: Potencialidades e Desafios para o Território Nacional”, numa organização conjunta entre a ATMPT e Câmara Municipal de Vila Nova da Barquinha, com o apoio do Instituto Politécnico de Tomar, do Exército Português e da Turismo do Centro de Portugal.

Ainda, em 2018, a ATMPT lançou o primeiro curso de Turismo Militar, na Escola Superior de Gestão de Tomar – Instituto Politécnico de Tomar. Um curso de curta duração, que contou com a participação de 20 formandos, de áreas de trabalho distintas e de diversas entidades públicas e privadas.

Em 2019, organizámos o ETM2019 – Encontro de Turismo Militar, nos dias 26 e 27 de setembro, em parceria com o Município de Tomar e o Instituto Politécnico de Tomar. O primeiro dia do encontro ficou marcado pela apresentação dos novos Associados Honorários e pela assinatura de dois protocolos de cooperação. O evento contou com a presença de diversas personalidades, de diferentes organizações públicas e privadas nacionais, inclusive do Chefe do Estado-Maior- General das Forças Armadas, o Almirante António Silva Ribeiro, que mostrou o maior interesse pela temática e pelo trabalho desenvolvido ao longo destes quatro anos pela ATMPT. O segundo dia do encontro, acolheu ex-alunos/investigadores do ensino superior e empresas que discutiram o resultado das suas investigações aplicadas no contexto do Turismo e da História Militar.

Ainda em 2019, a ATMPT organizou quatro “Ações de Capacitação para o Turismo Militar: instruções e reforço de capacidades”, em parceria com o Techn&Art – Centro de Tecnologia, Restauro e Valorização das Artes, do Instituto Politécnico de Tomar, e com a Turismo do Centro de Portugal. Um evento didático e pedagógico, vocacionado para sensibilizar e informar agentes, públicos e privados, que trabalhem o Turismo e a História Militar nacional, sobre as boas práticas no domínio da ativação turística do Património Histórico-Militar. Estas ações decorreram em quatro territórios da região Centro do país, entre

os meses de outubro e dezembro, com diferentes temáticas, oradores convidados, almoços-debate e visitas técnicas acompanhadas:

• Roteirização em Turismo Militar, 11 outubro – Auditório da Biblioteca Municipal do Município de Penacova;

• Organização e realização de visitas acompanhadas, oito novembro – Complexo Cultural da Levada de Tomar, no Município de Tomar;

• Storytelling, 22 de novembro – Centro de Interpretação da Batalha de Aljubarrota, no Município de Porto de Mós;

• Museologia e Património Histórico-Militar, seis dezembro – Cineteatro São João, no Município do Entroncamento.

Que objetivos tem a ATMPT para um futuro próximo?

Neste momento, estamos a materializar, em conjunto com outros parceiros, uma solução para colmatar a ausência de indicadores sobre a quantidade e a localização de recursos nacionais que reúnam condições para integrar a oferta de Turismo Militar em Portugal.

No seguimento do trabalho desenvolvido pela ATMPT neste último ano, no que diz respeito à promoção e divulgação de atividades e eventos de Turismo Militar e no alargamento da rede de associados e parceiros, é importante otimizar os canais de comunicação e divulgação da ATMPT, no sentido de agregar e estruturar a oferta existente desses mesmos parceiros, criando um espaço dinâmico onde facilmente é possível consultar um leque de opções disponíveis no âmbito do Turismo Militar.

Enquanto associação de natureza cultural e âmbito nacional, a ATMPT tem a preocupação e o interesse de estabelecer parcerias e estreitar relações com entidades de âmbito regional e nacional, quer do Turismo quer da Cultura.

Sobre este autor

Ana Leitão

Adicionar Comentário

Escrever comentário