Atualidade Notícias

Por cá, bacalhau e peru. E no resto do mundo, o que se come no Natal?

Em Portugal, a maioria das mesas não dispensa o bacalhau, ou às vezes o polvo ou o perú, para a tradicional ceia de natal. Mas e no resto do mundo, o que se come a 24 de dezembro?

Na Finlândia, o país do Pai Natal, os pratos típicos são os cozidos, e variam entre o de batatas (perunalaatikko), o de cenouras (porkkanalaatikko), e o de nabo (lanttulaatikko). Além disso, é comum também que se ponha na mesa um grande presunto, acompanhado de mostarda e pão. Na Dinamarca, ainda no norte da Europa, a ceia inclui carne de porco assada, batatas cozidas e molho. Também assados de pato e ganso são usuais.

Na República Checa, a refeição mais importante da época natalícia é a ceia. O prato tradicional é a carpa com salada de batatas, que segue o chucrute e a sopa de peixe. Na Rússia, o prato típico é o zakuski, uma entrada à base de peixe, temperado com um molho especial, ideal para acompanhar uma dose de vodca. Na Polônia, curiosamente a ceia de Natal é composta de 12 pratos. Este número é o símbolo da riqueza e representa também o número dos apóstolos de Cristo e dos meses do ano. Na mesa não pode faltar a carpa da noite natalícia, normalmente frita e, muitas vezes, acompanhada de repolho azedo quente com cogumelos secos. Na Lituânia também seguem a tradição dos 12 pratos, numa refeição chamada kucios, onde não se come carne nem laticínios, mas peixes como a carpa, o lúcio e o arenque, acompanhados de verduras.

Em França, a ceia da véspera de Natal também se chama reveillon, e comem-se pratos diferentes em cada região do país. O foie gras é um dos pratos típicos do Natal, mas a ceia costuma ser composta ainda de ostras, salmão defumado, aves, vieiras e castanhas portuguesas. Na região da Provence, a ceia tradicional inclui 13 tipos de sobremesa diferentes, o mesmo número de comensais da Santa Ceia. 

Na vizinha Espanha, alguns pratos típicos são a paella, mariscos, aves e doces de origem árabe, à base de mel e nozes. Em Inglaterra, o doce típico do Natal é o Christmas pudding, um bolo que, no recheio, esconde uma moedinha que trará sorte a quem a encontrar. Sobre a mesa, o prato mais comum é o peru, acompanhado de batatas assadas, cenouras cozidas, repolho roxo refogado, couve de Bruxelas e Yorkshire puddings. Na Alemanha, o Natal é festejado nos dias 25 e 26 de dezembro, com uma refeição bastante simples de pato assado ou da carpa.

Na Etiópia, em África, o prato típico da festa é o doro wat, um cozido de carne bastante condimentado, servido com injera, um pão de massa leve e esponjosa. Pelo México, a mesa tem os chiles en nogada, uma receita à base de pimentões recheados com carne e servidos com um creme de nozes e sementes de romã. Na Argentina, é muito comum servir a ceia ao ar livre, em pátios ou jardins. Como resultado da influência italiana, um dos pratos tradicionais nas festas é o vité toné, que é carne bovina servida com um molho à base de gemas, atum, creme de leite, anchovas e alcaparras. No Peru, desde o início de dezembro, as igrejas organizam as chocolatadas, com ingredientes doados pelos cidadãos.

Nas Filipinas, as festas começam no dia 16 de dezembro e a ceia tem 12 pratos, sendo que os mais típicos são o porco assado ou o presunto.

Sobre este autor

Jorge Teixeira

Adicionar Comentário

Escrever comentário