Atualidade Notícias

Pobreza energética: Portugal é o 5.o país europeu com mais dificuldade em aquecer a casa

Os dados foram divulgados esta segunda-feira pelo Eurostat e dizem muito sobre a pobreza energética existente no país: 19% dos portugueses têm dificuldades financeiras em manter a sua habitação com temperaturas adequadas no inverno. 

Pior que nós só a Bulgária (34%), a Lituânia (28%), a Grécia (23%) e o Chipre (22%). Portugal é assim o quinto país da União Europeia onde as pessoas têm menos condições económicas para manter as casas devidamente aquecidas. 

Segundo os dados divulgados esta segunda-feira pelo Eurostat, 19% dos portugueses estão em situação de pobreza energética, ou seja têm dificuldades financeiras para que a sua habitação tenha temperaturas adequadas no inverno.

Apesar disso, o gabinete de estatísticas da União Europeia também revela que há uma década eram o dobro os portugueses que não tinham dinheiro para pagar o aquecimento da casa.

Ainda assim são dados preocupantes, especialmente se tivermos em conta que os países nórdicos e da Europa Central – onde faz mais frio – são os que têm mais facilidade em aquecer as casas. É o caso da Áustria, Finlândia, Luxemburgo, Países Baixos, Estónia e Suécia. 

De acordo com o Eurostat, em 2018, 7% da população da comunidade única admitiu, num questionário, que não se podia dar ao luxo de aquecer sua casa o suficiente. Uma realidade que até tem vindo a ser melhorada, pois a percentagem de europeus em pobreza energética tem vindo a descer desde que há registos, 2006.

Estes resultados chegam numa semana em que o país enfrenta temperaturas mínimas entre os – 2 e os 9 graus. Os distritos de Bragança e Guarda estão sob aviso amarelo devido ao nevoeiro persistente. 

Sobre este autor

Jorge Teixeira

Adicionar Comentário

Escrever comentário