Atualidade Covid-19 Notícias

Telescola começa na próxima segunda-feira

Vai haver uma app, mas a “nova telescola” funcionará na RTP Memória, a partir do próximo dia 20 de abril. Será de segunda a sexta, por módulos organizados de dois anos letivos. Até horários das disciplinas já se sabem. Eis a nova telescola e como vai funcionar.

A iniciativa “Estudo em Casa” do Ministério da Educação durante o tempo de pandemia já tem os horários das aulas definidos. As aulas acontecem de segunda a sexta-feira, das 9 horas às 17.50 horas e abrangem disciplinas tão diversas como o Português, História, Geografia, Educação Física e Alemão.

A medida foi a solução encontrada pelo Governo para manter as escolas encerradas com o mínimo prejuízo possível para os alunos entre o 1.º e o 9.º ano de escolaridade enquanto ainda se sentem os efeitos da Covid-19 em Portugal.

Numa nota enviada à comunicação social na passada sexta-feira, fica traçado um guião para pais e filhos. Estas são as novidades:

  • Tudo vai acontecer na RTP/Memória. O espaço chamar-se-à “#EstudoEmCasa”
  • Vai ocupar a grelha das 09h às 17h50, de segunda a sexta-feira, com conteúdos organizados para diferentes anos letivos. Sempre como ferramenta complementar.
  • Estes conteúdos pedagógicos temáticos estarão agrupados assim: 1.o e 2.o anos, 3.o e 4.o anos, 5o e 6.o anos, 7.o e 8.o anos e 9.o ano. E vão abranger matérias de uma ou mais disciplinas do currículo.
  • Os conteúdos ficarão também disponíveis nas plataformas digitais da RTP (em https://www.rtp.pt/estudoemcasa) e da Direção-Geral da Educação (DGE).
  • Nos primeiros dias do 3.o período letivo, professores e alunos vão conhecer em detalhe o que irá comportar “a escola na televisão”, incluindo o material a seguir para as escolas.
  • O #EstudoEmCasa vai, deste modo, transmitir nos seguintes canais: TDT – posição 7; MEO – posição 100; NOS – posição 19; Vodafone – posição 17; Nowo – posição 13
  • Haverá ainda uma App com todos os conteúdos
  • Paralelamente, a RTP 2 transmite conteúdos, pensando nas crianças da Educação Pré-escolar (dos 3 aos 6 anos).
  • Para ver os horários, clique aqui.

À exceção das aulas de educação artística, que se destinam a todos os alunos, a grelha está organizada por escolaridade e a parte da manhã está reservada às aulas do 1.º ao 6.º ano, enquanto os conteúdos para os alunos do 7.º ao 9.º ano são transmitidas à tarde.

Os diferentes anos são agrupados em grupos de dois e, por isso, os alunos do 1.º ano vão partilhar a matéria com os alunos do 2.º ano, à semelhança dos alunos dos 3.º e 4.º anos, 5.º e 6.º anos e 7.º e 8.º anos, sendo a exceção as aulas do 9.º ano.

A programação vai incluir disciplinas como Educação Física, Literatura, Alemão, Francês e Espanhol até 30 minutos diários de iniciação ao Português para falantes não-nativos. Já os alunos 1.º ciclo vão ter trinta minutos semanais de leitura e para os 5.º e 6.º vai haver “oficina de escrita”.

A cidadania é transversal a todos os anos de escolaridade e vai ser abordada no contexto de várias disciplinas, como Estudo do Meio, História, Geografia ou Ciências Naturais.

No comunicado, o Ministério da Educação explica que a emissão do #EstudoEmCasa na RTP Memória vai permitir alcançar a generalidade dos alunos, ultrapassando alguns dos constrangimentos no acesso ao ensino que têm sido denunciadas por pais, professores e diretores escolares ao longo das ultimas semanas.

O primeiro-ministro anunciou esta quinta-feira que, até ao 9.º ano, todo o terceiro período prosseguirá com ensino à distância, com avaliação, mas sem provas de aferição nem exames, mantendo-se os apoios às famílias com filhos menores de 12 anos.

António Costa adiantou que, “de modo a ter o alcance mais universal possível, estas emissões diárias [de ensino à distância] serão transmitidas, a partir do dia 20, no canal RTP Memória, que é acessível não só por cabo ou satélite, mas também através da TDT”.

As aulas através da televisão, neste caso da RTP Memória, foram a via encontrada pelo Ministério da Educação para ultrapassar os constrangimentos resultantes das medidas para evitar a propagação da pandemia covid-19.

A marca escolhida para esta iniciativa, que resulta num “desafio tremendo” para toda a equipa envolvida, é #EstudoEmCasa, referiu à Lusa o diretor da RTP Memória, Gonçalo Madaíl.

O desenho criativo do canal #EstudoEmCasa, tal como o grafismo e a identidade televisiva foi desenhada pela equipa da RTP Memória e do Centro de Inovação, referiu.

Sobre este autor

INcorporate

17 Comentários

Escrever comentário