Destaque Turismo

Ayamonte, os sabores e a cultura de Espanha aqui ao lado

Ayamonte é uma vila e município da província de Huelva, que se situa na comunidade autónoma da Andaluzia, situada mesmo na fronteira com Portugal. Integrante da Eurocidade do Guadiana, esta cidade espanhola oferece uma peculiaridade única a esta euro região. Natalia Santos, presidente de Ayamonte falou à IN sobre as mais valias deste projeto.

Situada nas margens do rio Guadiana, na fronteira com Portugal, Ayamonte foi sempre uma pacata vila piscatória marcada pela arquitetura árabe o que torna este município raiano especial. Integrante da Eurocidade do Guadiana Ayamonte oferece a cultura espanhola a esta euro região. Natalia Santos, presidente de Ayamonte refere que este é um projeto que oferece algo único. “Tem uma importância extraordinária porque criamos um destino único no panorama internacional. Estamos estrategicamente na fronteira com Portugal por isso oferecemos três cidades e dois países para quem nos visita”, explica. “É um produto gastronómico, cultural, social e desportivo ímpar. Temos uma língua diferente, culturas diferentes, mas criamos uma simbiose muito interessante. Somos diferentes e é isso que faz esta Eurocidade especial”.

Com uma economia centrada no turismo e na indústria conserveira, Ayamonte acabou por se aglomerar a dois municípios portugueses para criar uma oferta turística e cultural diferenciada, um passo importante nas relações entre Portugal e Espanha, mas que por ali, já fazem parte do quotidiano dos cidadãos desta região. Ayamonte é a porta de Espanha um local com uma luminosidade especial.

Os gregos chamavam Ayamonte de Anapotaman (sobre o rio), que evoluiu para o nome atual da cidade. No ponto mais alto da cidade, por cima das ruínas de um antigo castelo romano, ergue-se o Parador de Turismo, com bonitas vistas sobre a vila e a foz do rio Guadiana. Entre os edifícios mais interessantes podemos destacar as igrejas de Nuestra Señora de las Angustias e San Francisco, ambas do século XVI; a igreja paroquial de Salvador, do século XV; e as casas Nabob. Há ainda a praça da Coroação, que recebeu o nome em homenagem à Coroação Canónica da Nossa Senhora das Angústias, em 1992. Esta praça é marcada pela arquitetura árabe e pelo forte comércio.

O Parque Zoológico Prudêncio Navarro é um pequeno parque, com entrada gratuita, onde é possível ver alguns animais. Dentro do Parque é possível ver o Monumento à Nossa Senhora das Dores, localizado na Praça de Espanha. Assim que saímos do Parque seguimos em direção ao monumento, para vê-lo mais de perto. Este é um monumento decorativo que representa a devoção da cidade de Ayamonte à sua padroeira, sendo esculpido em pedra mármore, com 12 metros de altura e consiste numa espécie de templo de base octogonal.

Por Ayamonte há ainda praias para admirar, como a de Isla Canela, e sabores de Espanha par descobrir. A gastronomia desta vila piscatória fronteiriça é baseada peixe, com destaque para os mariscos, chocos e vários peixes, embora o rei dos cardápios de Ayamonte seja, sem dúvida, o atum e os seus pratos de arroz, tendo uma das melhor mojama (lombos de atum curados) do país, para além das ovas secas.

Ayamonte é também “uma cidade artística e de pintores, na cidade é normal passar por várias peças de arte”, refere Natalia Santos. As exposições de arte são recorrentes, algumas concretizadas a céu aberto e incluídas agora na agenda cultural da Eurocidade do Guadiana.

Para visitar Ayamonte, uma das alturas mais interessantes é durante a semana santa, “é uma experiência inesquecível num cenário único para os cinco sentidos. Música, espetáculos visuais… É algo único no mundo” destaca Natalia Santos. A Semana Santa é vivida com intensidade e fervor. Esta festividade é dividida em dois momentos, um no templo e outro na rua. No templo vive-se o mistério da paixão, morte e ressurreição de Cristo e é comemorado através dos ofícios sagrados. Na rua experienciam-se momentos intensos que ficam na memória. A tradição é ouvir tambores e trombetas que anunciam a passagem das Confrarias pelas ruas da cidade.

Ayamonte está à distância de nada, com o Guadiana a separar, esta é uma das portas de Espanha e um destino imperdível, rico em experiências distintas e inesquecíveis.

Sobre este autor

INcorporate

Adicionar Comentário

Escrever comentário