Atualidade Covid-19 Cultura Notícias

Dia Mundial do teatro: Ir ao teatro sem sair de casa

Este ano, o Dia Mundial do Teatro, que hoje se assinala, chega a casa dos espetadores virtualmente. De norte a sul do país são várias as casas de espetáculo com uma programação especial.

Este ano, o Dia Mundial do Teatro, que hoje se assinala, chega a casa dos espetadores virtualmente. De norte a sul do país são várias as casas de espetáculo com uma programação especial.

O Dia Mundial do Teatro celebra-se esta sexta-feira, dia 27 de março. A data foi criada em 1961 pelo Instituto Internacional do Teatro e, normalmente, há várias iniciativas que marcam o feito. E mesmo em tempo de quarentena e isolamento social, o mundo da sétima arte não ficou esquecido – sem sair de casa, pode continuar a ver peças extraordinárias através da Internet.

Todos estão fechados, mas ninguém quis ficar de fora: a maioria com espetáculos online, outros com textos, filmes, visitas guiadas, leituras e até podcasts. Várias casas de espetáculo e companhias portuguesas fizeram o esforço extra para que nada se perdesse nesta quarentena.

Teatro Nacional São João, no Porto

Em comunicado de imprensa, o TNSJ informa que para a noite de sexta-feira, a casa do teatro portuense decidiu presentear o público, nas suas casas, com “a tragédia renascentista portuguesa que relata o drama histórico (ou lendário) do amor vivido entre Pedro e Inês “: “Castro “, de António Ferreira.

Com início marcado para as 22h00, “Castro” terá a duração de um hora e 30 minutos e é encenada por Nuno Cardoso. “O espetáculo reveste-se de uma modernidade e de uma densidade intrínsecas, veladas pela poesia da linguagem e pela elocução “, explica o TNSJ.

Antes disso, pelas 18h00, o TNSJ abre portas, desta vez através do mundo digital. A visita pelo espaço fica a cargo de nomes como Luís Soares Carneiro, João Reis, Emília Silvestre ou António Durães, numa edição do realizador Luís Porto. “Voltamos virtualmente ao São João para uma visita guiada por quem conhece e ama este monumento nacional”, anuncia o TNSJ. A transmissão vai ter uma duração de 30 minutos.

O TNSJ iniciou as celebrações da efeméride já no início da semana. Ao longo da semana e até sábado, aquela entidade tem vindo a partilhar no site oficial outras quatro peças, em formato ebook – “Rei Ubu” (dia 25), “Ubu Agrilhoado” (dia 26), “Ubu Cornudo” (dia 27) e “Ubu no Outeiro” (Dia 28). As componentes da saga “Ubu”, de Alfred Jarry, que integram também a coleção do teatro, vão estar disponíveis para download, até ao dia 28. As peças do poeta e romancista do simbolismo passam-se numa hipotética Polónia anárquica, ou seja, segundo o autor em “parte nenhuma”.

Além disto, o TNSJ vai também disponibilizar a coleção de manuais de leitura, para download gratuito. A coletânea de “textos críticos sobre as peças e os seus autores, de entrevistas com encenadores ou de notas sobre os ensaios dos espetáculos” está dividida em mais de 30 volumes, que têm documentado as produções próprias do TNSJ desde 2003.

Teatro Nacional D. Maria II

Pensado sobretudo para as famílias que estão em casa, o programa das celebrações deste teatro (TNDMII) começa às 11 horas, com a transmissão da peça “A Origem das Espécies” – dirigida a um público maior de 6 anos.

Esta criação dramatúrgica de Carla Maciel, Crista Alfaiate, Marco Paiva e Paula Diogo esteve em cena em 2016 e parte da história de Charles Darwin.

À tarde, a partir das 14 horas, quem se ligar ao Instagram do TNDMII vai poder ver uma Maratona do Clube dos Poetas Vivos. Numa organização do teatro com a Casa Fernando Pessoa, 38 personalidades, com a direção de Teresa Coutinho, vão dizer poesia. Entre eles, a atriz Carla Bolito, a escritora Joana Bértholo ou a cantora Sara Tavares.

Mais tarde, pelas 17 horas, o podcast TEATRA, da jornalista Mariana Oliveira, ganha nova dimensão. Vai ocupar a conta de Instagram do Nacional e conversar em direto com gente do teatro como o diretor Tiago Rodrigues, o ator Albano Jerónimo, os músicos Hélder Gonçalves e Manuela Azevedo ou os dramaturgos Inês Barahona e Miguel Fragata.

Se à noite lhe apetecer teatro, vai poder ver, a partir das 21h, uma das peças de maior sucesso que passou pelo TNDMII. Na sala online poderá assistir a “Sopro”, uma criação de Tiago Rodrigues com Isabel Abreu e Cristina Vidal, estreada em 2017 no Festival d’Avignon e vencedora do Globo de Ouro de Melhor Espetáculo, em 2018.

“Sopro” terá quatro versões diferentes: em português, com interpretação em Língua Gestual Portuguesa e em duas versões legendadas em inglês e francês.

Teatro Nacional Dona Maria II – www.tdm.pt

Depois da Mentira, a Verdade no Teatro Aberto

“Custa-me dizer isto, mas neste momento, o teatro está em coma”. O diagnóstico é traçado à rádio Renascença por João Lourenço, diretor do Teatro Aberto, uma das salas que encontrou na internet uma forma alternativa de chegar ao público, depois da declaração do estado de emergência.

No entanto o Teatro Aberto vai assinalar hoje o dia com a peça “A Verdade” de Florian Zeller. A peça será emitida às 21h, através do site do teatro e conta com a participação de Joana Brandão, Miguel Guilherme, Patrícia André e Paulo Pires.

A peça que será emitida através do site do teatro a partir das 21h00 e conta com a interpretação de Joana Brandão, Miguel Guilherme, Patrícia André e Paulo Pires.

Teatro São Luiz

O Teatro São Luiz disponibiliza cinco peças para adultos e duas para crianças para ver no seu site oficial até à meia-noite de hoje. São elas Júlia, a partir de August Strindberg; As Ondas, a partir de Virginia Woolf; O Dia do Juízo, de Ödön Von Horváth; A Voz Humana, de Jean Cocteau e Francis Poulenc; e Professar, de Lígia Soares e Sara Duarte. Para os mais novos, há ainda Oceano, de Ainhoa Vidal, e O Convidador de Pirilampos, de António Jorge Gonçalves.

Experimental de Cascais

O Teatro Experimental de Cascais aproveita a efeméride para inaugurar, às 21h30, o ciclo Noites de Teatro com Auto da Índia, de Gil Vicente, no seu canal de YouTube. A programação completa, que conta com uma peça todas as segundas-feiras até 18 de maio, inclui As You Like It e Macbeth, de Shakespeare, ou O Comboio da Madrugada, de Tennessee Williams.

Teatro do Bairro

O Teatro do Bairro, em parceria com a Ar de Filmes, colocou no ar através do Vimeo e até ao fim desta sexta, o filme A Baleia Branca, Uma Ideia de Deus, documentário de João Botelho sobre a encenação de António Pires do espetáculo Moby Dick, com base no clássico literário de Herman Melville.

Companhia João Garcia Miguel

A Companhia João Garcia Miguel celebra o dia disponibilizando três novas peças: Passos em Volta, com base no livro do mesmo nome de Herberto Hélder; Especial Nada, Oração da Carne, Com as Tripas ao Sol, três textos para três atores por João Garcia Miguel; e Yerma, com base na poesia de Frederico Garcia Lorca. Estes juntam-se aos 35 espetáculos já disponíveis no canal oficial de YouTube da companhia.

Companhia de Teatro de Braga

A Companhia de Teatro de Braga apresenta, na sexta-feira, no seu site, a peça Humidade, de Bárbara Cólio. A programação, que se estende por abril e maio, conta ainda com o Auto da Barca do Inferno, de Gil Vicente, Os Músicos de Bremen, a partir do conto dos Irmãos Grimm, a Trilogia Oresteia de Ésquilo, Jean Genet e Ibsen.

Teatro Nacional 21

O Teatro Nacional 21 traz, ao longo do dia, leituras de textos que fizeram parte da história da companhia, por atores como Rita Blanco, Bruno Nogueira, Virgílio Castelo ou Mariana Monteiro. Às 21h, também no seu site, a programação culmina com Veneno, de Cláudia Lucas Chéu, interpretado por Albano Jerónimo a partir da sua casa.

Teatro de Almada

Se preferir outro clássico da literatura portuguesa pode ligar-se ao site do Teatro de Almada. A partir das 21 horas, a Companhia de Teatro de Almada vai exibir em streaming a peça para jovens “O mandarim”, de Eça de Queiroz. A encenação é de Teresa Gafeira e vai ficar disponível ‘online’ durante uma semana.

Teatro São Carlos

O teatro São Carlos transmite hoje breves excertos das óperas apresentadas nesta temporada: “La forza del destino”, de Giuseppe Verdi, “Orfeo ed Euridice”, de Chrisoph Willibald Gluck, e “Maria Stuarda”, de Gaetano Donizetti.

O S. Carlos recordará ainda dois documentários produzidos pela RTP, um de 1974 e outro de 2017, ambos centrados no edifício do Teatro, seus espaços, funcionamento e história.

Também o ‘podcast’ diário integrado na iniciativa #SãoCarlosEmSuaCasa será dedicado ao edifício e à sua história, neste caso, ao 1.º Barão de Quintela e ao 1.º Conde de Farrobo, personalidades fulcrais na construção e primeiros anos de gestão do Teatro.

Companhia Cegada

A Cegada, companhia de Alverca do Ribatejo, que perfaz 34 anos de existência, prepara-se para disponibilizar `online` as peças “Casal Aberto”, de Dario Fo e Franca Rame, e “Fronteira fechada”, de Alves Redol.

Além destes, a companhia irá ainda transmitir espetáculos destinados à infância, como “O Gigante Egoísta” ou “O Príncipe Feliz”, a partir de Oscar Wilde, e “Dom Quixote de La Mancha”, sobre Miguel de Cervantes.

Esta companhia com sede no Teatro-Estúdio Ildefonso Valério está ainda a preparar um vídeo com uma leitura partilhada da mensagem do Dia Internacional do Teatro.

Teatro do Noroeste

O Teatro do Noroeste, com sede em Viana do Castelo e que, pelo segundo ano consecutivo, assina a tradução portuguesa da mensagem do Dia Mundial do Teatro, com sede no Teatro Municipal Sá de Miranda, está a difundir um vasto programa através das redes sociais.

Durante o dia, e integrado na iniciativa, o Teatro do Noroeste em Sua Casa – que, de 16 de março a 9 de abril, está a transmitir diariamente um vídeo diferente de uma peça de teatro, irá publicar outros mais com a leitura da mensagem do ITI, por vários atores da companhia que estão em teletrabalho.

A programação para esta sexta-feira inclui ainda três produções: “Salta para o Saco”, de António Torrado, encenada por Elisabete Pinto, “Perdição”, uma encenação de Fernando Gomes, a partir de “Amor de Perdição”, de Camilo Castelo Branco, e “A Estalajadeira”, de Carlo Goldoni, encenada por Ricardo Simões.

Os espetáculos do Teatro do Noroeste são transmitidos pelo canal da companhia no Youtube e ficam disponíveis até 9 de abril.

Teatro de Marionetas do Porto

A partir de hoje e até 28 de junho pode também assistir a alguns dos mais emblemáticos espetáculos do Teatro de Marionetas do Porto. A iniciativa “Temporada de Primavera em Casa” vai permitir ver ou rever peças variadas para um público jovem e adulto, como é o caso de Nada ou o Silêncio, que será exibida entre hoje e domingo. As peças estão disponíveis nas páginas do Facebook e Instagram. Pode também fazer uma visita guiada virtual ao museu, basta aceder aqui.

Teatro da Garagem

O Teatro da Garagem divulgou no dia 12 um projeto de lançamento diário de peças online a partir do desta quinta-feira (26). A produção de 15 episódios da peça “Mundo Novo” vai estar disponível online gratuitamente no site do projeto. Os episódios vão ter por volta de 10 minutos cada e podem ser acedidos online gratuitamente a partir das 21h30.

RTP

Às 21h45 a RTP1 abre hoje o ecrã à estreia de Olga Drummond, filme com realização e autoria de Diogo Infante, que presta homenagem aos actores nacionais reunindo um elenco de luxo (Eunice Muñoz, Ruy de Carvalho, Isabel Abreu, Lourdes Norberto, Manuela Maria, Rita Salema e Patrícia Tavares).

No mesmo canal, às 23h, entra em cena o espectáculo ‘As Árvores Morrem de Pé’, uma produção de Filipe La Féria para a peça do espanhol Alejandro Casona, celebrizada por Palmira Bastos em 1966, quando passou na televisão portuguesa.

Sobre este autor

Jorge Teixeira

Adicionar Comentário

Escrever comentário