Atualidade Covid-19 Notícias

“Certificados de imunidade” na Alemanha para o regresso à vida normal

O objetivo passa por identificar quem já desenvolveu anticorpos ao novo coronavírus e, assim, permitir que esses cidadãos retomem a sua vida normal.

Uma das perguntas que mais se tem feito durante esta pandemia é como decorrerá o regresso à vida normal quando tudo isto terminar. A Alemanha estudo agora uma forma de responder à questão: quem tiver tido COVID-19 poderá, depois da realização de um teste que comprove a total recuperação, voltar à vida normal com um “certificado de imunidade”, segundo avança a revista alemã Der Spiegel.

O objectivo dos investigadores do Centro Helmholtz para a Investigação de Doenças Infecciosas que estão a desenvolver o plano é testar 100 mil pessoas, dando certificados a todas as que, entretanto, tiverem desenvolvido os anticorpos e, portanto, a imunidade ao novo vírus e que poderão desta forma regressar ao trabalho de forma normal. A medida, prevê a Alemanha, permitirá abrir gradualmente as escolas e ir juntando públicos de maior dimensão.

Até ao momento, não foi possível comprovar, através dos testes de sangue realizados a doentes infectados, uma imunidade especifica à COVID-19, mas apenas o grau de imunidade que tinham desenvolvido em relação aos coronavírus em geral.

O trabalho dos investigadores do Centro Helmholtz, em Braunschweig, é agora esse e pretende identificar os anticorpos específicos para a COVID-19.

A equipa liderada pelo epidemiologista Gerard Krause quer perceber exactamente quantas pessoas foram infectadas mesmo sem terem tido sintomas e calcular com maior fiabilidade a taxa de mortalidade.

Segundo a Der Spiegel, o projecto vai ser aprovado no início de abril e os primeiros resultados devem surgir já no final deste mês.

Sobre este autor

Jorge Teixeira

Adicionar Comentário

Escrever comentário