Educação Mundo Empresarial

EPADRV: “A nossa escola prima pela multiculturalidade baseando-se numa regra fundamental: o respeito pelo outro”

Recentemente galardoada com o Selo de Conformidade EQAVET, a Escola Profissional de Vagos (EPADRV) é um exemplo de sucesso no universo deste ensino. Conversamos com Paulo Alves, que encabeça a recente Direção desta escola do distrito de Aveiro.

Uma nova direção abraça este projeto educativo. O que está reservado para a escola pelas mãos desta nova equipa?

Esta nova equipa dedicar-se-á plenamente à EPADRV, como tem vindo a fazer até aqui, procurando dar resposta aos desafios constantes com os quais as escolas se deparam. Procuraremos sempre a excelência da formação, desenvolvendo as diferentes competências dos nossos alunos, dotando-os de todas as ferramentas necessárias para que possam ingressar, de forma competente e segura, no mercado de trabalho. Seremos geradores de consenso e procuraremos sempre envolver toda a comunidade educativa no processo de ensino e formação, em novos projetos e em todas as atividades desta escola que está sempre aberta à comunidade.

A questão é obrigatória e demasiado atual: como é que a Escola se tem adaptado a este período de pandemia?

A Escola Profissional de Agricultura e Desenvolvimento Rural de Vagos (EPADRV), respondeu prontamente ao desfio do ensino a distância, a que a pandemia da Covid 19 obrigou, criando um Plano de Educação à Distância. Os professores reinventaram-se na preparação das aulas e na produção de materiais pedagógicos digitais. Aos alunos, foram fornecidos vários tipos de possibilidade de trabalho através das plataformas de ensino digital, através de e-mail, ou mesmo com o envio, via correio, das tarefas a realizar, garantindo que nenhum aluno seria prejudicado, mesmo não tendo as condições tecnológicas necessárias.

A EPADRV facultou computadores da escola aos alunos mais necessitados e estabeleceu parcerias com as entidades locais com vista a angariar mais meios tecnológicos para disponibilizar aos discentes. Os serviços de informática desdobraram-se em ações de informação/formação para professores, alunos e encarregados de educação. Foi criada a Equipa de Apoio às Famílias, a qual, em estreita articulação com os diretores de turma, com os professores de educação inclusiva, com os serviços de psicologia e orientação e com a equipa multidisciplinar de apoio à educação inclusiva, contacta sistematicamente os encarregados de educação e alunos, com o objetivo de esclarecer e apoiar as famílias, e ouvir os constrangimentos sentidos nesta fase tão delicada.

Esta inesperada situação veio de facto alterar a forma de ensino em todo o mundo. Esperamos no entanto que tudo volta à normalidade porque o ensino presencial será sempre o ideal. As unidades orgânicas são feitas de relação e proximidade e o processo ensino-aprendizagem presencial é mais profícuo.

Podemos afirmar que são uma escola diferente e multicultural…

Como possuímos residência escolar, os nossos alunos são provenientes não só de vários pontos do país, mas também de outros países. A nossa escola prima pela multiculturalidade baseando-se numa regra fundamental: o respeito pelo outro. Como em todas as escolas, existem alguns casos mais sensíveis para os quais estamos bastantes preparados, fruto da nossa experiência enquanto instituição profissional e também fruto do trabalho dos Serviços de Psicologia e Orientação Inclusiva e da Equipa Multidisciplinar de Apoio à Educação Inclusiva que em constante articulação com todos os docentes, estabelecem uma relação de proximidade com os alunos, apoiando-os, orientando-os e garantindo a inclusão e a equidade.

Os discentes têm diferentes perfis, sendo que maioritariamente demonstram uma grande apetência pelas atividades de cariz mais prático. Procuram na EPADRV a formação que lhes possa abrir as portas para o mercado de trabalho e assim começarem a construir o seu futuro.

Como antevê o próximo ano letivo na Escola? E quais os vossos objetivos para o mesmo?

A escola obteve o selo de qualidade no âmbito da certificação EQAVET. Os nossos objetivos passarão sempre por querer fazer mais e melhor e assegurar um quadro de formação de excelência. Continuarmos a desenvolver projetos e parcerias em diferentes áreas, proporcionando aos alunos experiências enriquecedoras e contribuindo assim para a sua formação plena como indivíduos e como futuros profissionais. Vamos
iniciar este ano letivo o Centro Qualifica, pelo teremos uma responsabilidade acrescida, o que muito nos motiva, uma vez que se abre a escola a um novo leque de formandos e podemos contribuir significativamente para a formação e escolarização de mais pessoas e, desta forma, estaremos a contribuir para termos uma sociedade melhor.

Sobre este autor

INcorporate

Adicionar Comentário

Escrever comentário