Arquitetura, Design e Decoração Mulheres Inspiradoras Tecido Empresarial

Predial Rainha Santa, desde 1985 a contribuir para o seu bem-estar

Com mais de três décadas de experiência a Predial Rainha Santa é uma das mais reconhecidas agências imobiliárias no concelho de Coimbra. O objetivo é claro: trazer uma oferta diferenciadora à região, em projetos pensados para responder às atuais necessidades dos consumidores, num mercado imobiliário em atual mudança de paradigma.

A Predial Rainha Santa apresenta uma postura de transparência e implementa uma política de proximidade com o cliente. Este conceito foi implementado por Ana Pires, a atual gerente. A Predial rainha Santa nasceu a 18 de junho de 1985, na Praça da República em Coimbra mais propriamente no primeiro andar do número 1 da rua Alexandre Herculano, zona de grande movimento académico “estudantil”. Aí permaneceu por 25 anos. Mas há exatamente oito anos mudou-se para Santa Clara onde se localiza atualmente, na Av. João das Regras, no número 36, à saída da ponte da Portagem, na Av. do Portugal dos Pequenitos.

Ana PIres

A atual proprietária e gerente, Ana Pires, conta-nos que adquiriu uma quota da empresa em 1999, e em 2001 passou a deter a sua totalidade. Neste momento conta com mais um sócio, o seu filho Tiago Lopes.

O segredo do sucesso e de uma boa relação com o cliente está numa equipa ancorada em valores de credibilidade, confidencialidade, competência, responsabilidade e dedicação e nos resultados que continuam, dia após dia, a ser os melhores, seja através de contacto presencial, ou agora à distância de um clique, com o acompanhamento de sempre desta grande família imobiliária. “Só com grandes profissionais empenhados e dedicados é possível fazer este caminho. Sinto-me muito orgulhosa da minha equipa que neste momento conta com 14 profissionais. Somos uma empresa de proximidade, onde a relação de confiança é a nossa aposta”, sublinha a empresária.

A Predial Rainha Santa teve sempre na sua génese uma excelente carteira de investidores – emigrantes e estrangeiros, principalmente de França – que depois dos seus investimentos entregaram os seus imóveis para gestão. Muitos deles destinados ao mercado de alojamento estudantil, ou não fosse Coimbra a cidade dos estudantes.

É com muito afinco e dedicação que Ana Pires conduz esta empresa com uma equipa de excelentes profissionais. Além disso esta é uma imobiliária feita de pessoas. Na Predial Rainha Santa há um comprometimento com o cliente, uma proximidade que se reflete na satisfação mútua após a concretização de um negócio, seja ele venda, compra ou arrendamento. “O nosso lema é, cada cliente um amigo”, reforçou Ana Pires.

“Acompanhamos o cliente desde a compra, à reabilitação no caso de serem imoveis usados ou mesmo para reconstrução. Mobilamos, equipamos e tratamos todo o processo. Temos uma parceria com um gabinete de arquitetura e solicitadoria, a fim de prestarmos um serviço completo. Prestamos um serviço designado como: chave na mão”, refere a gerente. “Temos clientes que compraram connosco para eles para os filhos e até para os netos”.

Com o objetivo de valorizar os imóveis, a Predial Rainha Santa faz a gestão e administração dos imóveis, sem que os proprietários tenham que se preocupar, nomeadamente na parte burocrática, como por exemplo nas entregas de IRS.

Além disso, a empresa é também intermediária de crédito, através de protocolos com vários bancos. Atenta à problemática da dificuldade dos mais jovens conseguirem um crédito para a compra de casa, a Predial tem pugnado para encontrar soluções. “Para dar resposta a estas situações temos trabalhado muito as casas para reabilitar e fazer obras. Os créditos financiam apenas 90 por cento e assim os 10 por cento tornam-se mais fáceis de solucionar, porque se conseguem fazer compras por um valor menor, recorrendo quase sempre aos pais. Criámos inclusivamente o CAE de compra e venda de propriedades para dar resposta a estas situações e outras”.

Com a pandemia também esta imobiliária tem sentido diferenças no mercado, com um aumento da procura de imóveis com terreno em zonas rurais. No entanto houve novas condicionantes trazidas, mas Ana Pires mantém a confiança no seu trabalho: “Todas as crises e todas as dificuldades vêm para nos ensinar algo. Estamos habituados a superar dificuldades e crises”.

A Predial Rainha Santa marca presença, desde 2017, no salão Imobiliário de ‘Porte de Versalles Paris’, aproveitando “a lei dos benefícios fiscais para não residentes, e assim dinamizamos o mercado imobiliário contribuindo para o desenvolvimento da economia, para criar postos de trabalho e dar uma nova dinâmica ao nosso país. Esperamos que estes incentivos não terminem”.

Fruto da procura de investidores estrangeiros – principalmente no ramo do turismo e do arrendamento – a imobiliária abriu uma nova loja em Torres Vedras, “para melhor servir este mercado, que procura zonas próximas da praia e aeroportos”. No entanto esta imobiliária está atenta às novas dificuldades “e obstáculos que esta pandemia nos veio trazer a todos, mas não podemos parar. Todos temos que ser proactivos”. A Predial Rainha Santa apostou também na conservação de todos os postos de trabalho e aumentou a sua equipa, com a abertura da nova loja, para onde entraram mais quatro pessoas. Na ótica da gerente é nestas alturas que os grandes líderes se destacam.

http://www.predialrainhasanta.pt/