Empreendedorismo Turismo

Monção: Deslumbrando as magníficas paisagens do vale do Minho

Desde longa data que se sabe que por Monção passavam peregrinos jacobeus, vindos de sul através dos Arcos de Valdevez. Desconhecendo-se a partir de quando, estes utilizariam os principais eixos viários, também utilizados por exércitos e mercadores. Alguns destes eixos têm origem romana e outros são reestruturações da Época Medieval e Moderna.

De forma a revitalizar estes caminhos de peregrinação, nos últimos anos o município tem apostado na investigação e verificação de traçados possíveis, quer através de documentação quer da própria toponímia e tradição oral, assim foram marcados 2 trajetos possíveis que entravam no concelho de Monção pelas duas principais “Portelas” – Merufe (Portela de Alvito) e Portela. O trajeto da Portela segue, mais ou menos, o traçado da via romana e também da Estrada Real que liga Braga e Monção, passando sempre junto ao rio Gadanha, um dos principais afluentes do rio Minho, atravessando lugares encantadores e identitários deste território. Já o traçado de Merufe (Portela de Alvite) passa junto aos mosteiros de Merufe e Longos Vales, descendo a encosta da Serra da Anta até à vila de Monção por lugares de grande fé como a Igreja da Nª Srª dos Milagres.

Atravessando o concelho no sentido sul-norte e norte-este o peregrino é desde sempre deslumbrado por magníficas paisagens de montanha e do vale do Minho, um vale encantado que desde a vila de Monção até Melgaço é percorrido pelo rio Minho, sendo que o Caminho Minhoto Ribeiro ladeia este curso de água, ao longo de vários km.

Atravessando pontes romanas e medievais, percorrendo veredas com marcas inegáveis de passagem ancestral de carros e pessoas, o peregrino pode descansar junto dos rios, fontes, igrejas e alminhas que o reportam a outros tempos e o levam à meditação. São exemplo a Ponte da Pedrinha, ou da Rebouça, a Igreja de Pias, os mosteiros de Merufe e Longos Vales ou a capela de Santiago e a Ponte do Mouro. Muitos são os motivos para fazer este caminho, e, na vila de Monção pode o peregrino descansar, pernoitar ou mesmo deliciar-se com um belo repasto.

Num futuro próximo é objetivo do município de Monção, em parceria com os restantes municípios parceiros portugueses do Caminho Minhoto Ribeiro, a certificação deste caminho assim como a construção de um albergue de apoio aos peregrinos.

Sobre este autor

Jorge Teixeira

Adicionar Comentário

Escrever comentário