Ação Social Ambiente Cultura | Património Poder local

Uma distinção que é também um desafio

É reconhecido por ser uma “referência natural”, ancorada na Serra da Lousã, e por entrar em nossas casas com uma das melhores etapas do Rally de Portugal. O Município da Lousã é também “amigo das famílias”, o que passa certamente por estes atrativos, e por medidas que ficámos a conhecer através do Presidente da Câmara, Luís Antunes.

A bandeira verde de “Autarquia + Familiarmente Responsável” é atribuída anualmente pelo Observatório das Autarquias Familiarmente Responsáveis (OAFR). Esta é a nona vez que o Município da Lousã recebe a distinção, o que para o autarca tem um duplo significado. Revela, por um lado, “a valorização da estratégia implementada pela autarquia”, baseada “na sensibilidade social e concretizada através de um conjunto de medidas de política social de apoio à Família.” E, por outro, é “também um desafio”, dada a necessidade de garantir às famílias “o pleno exercício das suas responsabilidades e competências e de promover a sua plena integração na comunidade”.

No que toca à educação, Luís Antunes destaca os projetos que reforçam a participação da comunidade educativa, como atividades extracurriculares, apoio à família e tempos livres, enriquecimento curricular e o projeto de promoção do sucesso educativo. Estas são apenas algumas das medidas numa área tão vital à vida das famílias.

Sem o trabalho de parceria do Executivo com a Rede Social não seria possível o “desenvolvimento de projetos que têm uma forte implementação no terreno”, realça o autarca. É o caso do programa de combate à exclusão social CLDS4g “Lousã Activa” e o “Programa Escolhas” que intervém em problemáticas associadas aos jovens. Com enfoque no empreendedorismo social, a “Microninho-Incubadora Social” destina-se a pessoas em risco ou situação de vulnerabilidade em termos de emprego.

Na candidatura efetuada pela Autarquia ao OAFR, foram também destacadas como boas práticas o programa “Lousã Reabilita”, que contempla a atribuição de benefícios fiscais e de incentivos financeiros para a reabilitação urbana, e a adesão ao Balcão da Inclusão. Este serviço de apoio ao munícipe cobre áreas tão diversas como benefícios fiscais, atestado médico de incapacidade multiuso, questões relativas a acessibilidade e à proteção social, entre outras.

Mas há outras medidas de acolhimento e valorização da família. O apoio ao nascimento e ao nível de medicamentos, a teleassistência, o apoio a habitações degradadas, os serviços gratuitos para as crianças carenciadas, os descontos em produtos e serviços em empresas, instituições e lojas do comércio local através do Cartão Municipal Sénior, e a Tarifa Social e Familiar de Água.

No último Censos, Lousã foi um dos quatro concelhos do distrito de Coimbra que teve uma menor redução da sua população e é ainda “dotado de sustentabilidade demográfica”, como sublinha o autarca. “A manutenção e alargamento do tecido empresarial é certamente uma medida que tem contribuído para a fixação das pessoas na Lousã, por isso há necessidade de manter a política de apoio às empresas”, defende.

A situação geográfica do concelho, com boas ligações regionais e inter-regionais, e a sua proximidade a Coimbra são essenciais ao desenvolvimento do território. É também o que poderá potenciar ainda mais o turismo – afinal Lousã é “uma referência natural” que atrai cada vez mais visitantes.

Sobre este autor

Sara Dâmaso

Adicionar Comentário

Escrever comentário