Notícias

Trabalhar 4 dias por semana é mais produtivo, diz a Microsoft

A experiência foi feita pela empresa no Japão, país onde existe uma cultura de excesso de trabalho. Resultado? A produtividade aumentou 40%.

A mudança partiu da própria Microsoft, que decidiu encurtar as semanas de trabalho naquele país nipónico durante o verão. E a produtividade aumentou quase 40% em comparação com o período homólogo.

Além de encerrar os escritórios às sextas-feiras durante o mês de agosto, a multinacional norte-americana decidiu dar um dia extra de folga aos seus trabalhadores num país com cultura de excesso de trabalho. Segundo um comunicado emitido pela empresa e citado pela CNN, a produtividade aumentou e até se pouparam nalguns recursos.

Isto porque a Microsoft incitou ainda os seus trabalhadores a passarem menos tempo em reuniões (sugerindo que estas não deviam demorar mais do que 30 minutos) e a responder a emails. Mais de 90% dos cerca de 2300 empregados da empresa no Japão admitiram terem sentido o impacto das medidas. E a empresa poupou, por exemplo, na eletricidade, por encerrar mais cedo do que é normal.

A experiência correu tão bem que a multinacional está a planear realizar um novo ensaio ainda este ano. De acordo com a CNN, será pedido aos trabalhadores que sugiram outras medidas para melhorar o equilíbrio entre a vida profissional e pessoal e a eficiência.

Sobre este autor

Jorge Teixeira

Adicionar Comentário

Escrever comentário