Atualidade Notícias Turismo

TAP reduz trabalhadores, mas aumenta rotas

Foto: Site da TAP
Plano de reestruturação na companhia aérea portuguesa prevê redução de postos de trabalho e pode obrigar à redução de rotas e da frota, mas já anunciaram novos trajetos para 2021.

A TAP vai perder mais de 300 funcionários de diferentes funções nos próximos meses. A companhia aérea – que emprega cerca de dez mil trabalhadores – deixou de renovar contratos a prazo desde o início da pandemia de COVID-19.

O plano de reestruturação exigido por Bruxelas em troca da ajuda estatal de 1,2 mil milhões de euros, aprovada pela Comissão Europeia a 10 de junho, prevê a redução de 900 postos de trabalho e pode ainda obrigar à redução de rotas e da frota, tendo como consequência despedimentos na companhia aérea, revelou ao ‘Jornal Económico’ fonte próxima do processo. No entanto já foram anunciadas seis novas rotas para 2021.

Na terça-feira, o ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, confirmou que o antigo presidente executivo da companhia, Antonoaldo Neves, ainda se encontra na empresa, mas “não por muito mais tempo”.

Até ao final de setembro entra em funções “um novo CEO que se chama Ramiro Sequeira, que é um grande quadro português da TAP”, adiantando que a Parpública – empresa gestora de participações públicas – está a concluir um processo de seleção da empresa de ‘head hunting’ (caça-talentos) que irá escolher internacionalmente o futuro líder da TAP.

Foto: Site da TAP

Aposta nas praias da Europa e África

Esta sexta-feira, 11 de setembro, a TAP anunciou que vai voar para Ibiza, Fuerteventura (Espanha) e Zagreb (Croácia) no verão de 2021, tendo ainda previstas duas novas rotas para a Tunísia e uma para Marrocos.

Segundo comunicado da transportadora, as novas rotas para o próximo verão enquadram-se na “estratégia de rede de conexão” entre a Europa, as Américas e África, com a companhia a “aproveitar as oportunidades de expansão sazonais para planear e otimizar a sua rede de destinos”.

A ligação a Zagreb tem data de início prevista para março, enquanto os voos inaugurais para Ibiza (ilhas Baleares) e Fuerteventura (Canárias) arrancarão entre maio e junho de 2021, com a TAP a assegurar duas ligações semanais (aos sábados e domingos) entre Lisboa e Ibiza e um voo semanal (aos sábados) com Fuerteventura.

Relativamente a Zagreb, a companhia aérea prevê efetuar três voos por semana, às quartas, sexta e domingos, com saída de Lisboa às 08h00 e chegada à capital croata às 12h05.

A empresa adianta ainda, no mesmo comunicado, a que a ‘Lusa’ teve acesso, já ter iniciado a venda de bilhetes para estes três novos destinos europeus.

O verão de 2021 vai também colocar na rota da TAP três novos destinos de praia no norte de África, nomeadamente Djerba e Monastir (Tunísia), e Oujda (Marrocos), com inauguração prevista entre maio e junho de 2021.

De acordo com a informação, a companhia aérea vai passar a voar aos domingos e às sextas-feiras para Djerba e Monastir, respetivamente, com partidas de Lisboa às 09h25 e 10h00 e chegadas aos destinos, pela mesma ordem, às 12h30 e 12h55.

Para Oujda a TAP terá dois voos semanais, aos sábados e domingos, com saída do aeroporto de Lisboa às 10h00 e chegada às 12h05.

A comercialização destes voos vai iniciar-se em 15 de setembro, segundo adianta o comunicado.

A estas novas rotas para o verão de 2021 vão juntar-se os novos destinos que a companhia tinha anunciado para este ano, mas cujo início teve de ser adiado por causa da pandemia: Cancún (México), Cidade do Cabo (África do Sul), Agadir (Marrocos) e Santiago de Compostela (Espanha).

Sobre este autor

Jorge Teixeira

Adicionar Comentário

Escrever comentário