Destaque Ecofriendly

Marcelo Rebelo de Sousa inaugurou a nova Central de triagem de resíduos de papel/cartão da Associação de Municípios da Região do Planalto Beirão

A conclusão das obras de reabilitação do Centro de Tratamento de RSU da Associação de Municípios da Região do Planalto Beirão, face aos incêndios de 15 de outubro de 2017, foi assinalada no passado dia 14 de outubro. A inauguração da nova unidade de triagem de resíduos de papel e cartão foi marcada pela presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

Durante a cerimónia de inauguração, que decorreu durante a tarde de 14 de outubro, o presidente da Câmara Municipal de Tondela, José António Jesus, destacou que esta infraestrutura não só se regenerou depois dos incêndios, “como ainda se está a projetar para que no futuro venha a ter uma solução ambiental mais adequada e financeiramente mais sustentável”.

É bom termos presente que a gestão de resíduos se apresenta cada vez mais como um desafio exigente, onde é imprescindível balancear a sustentabilidade económica destas infraestruturas, com a qualificação técnica e de melhor e maior resposta ambiental”, sustentou.

Ao longo da sua intervenção, José António Jesus explicou que foi feito um esforço gigantesco para duplicar a capacidade de recolha de resíduos valorizáveis, nomeadamente na cadeia do trifluxo, mas, ainda assim, há uma significativa fração resto que não é reaproveitável e que, hoje, não tem outra solução que não seja a deposição em aterro.

“Por isso, ao mesmo tempo que fizemos este caminho de reabilitação, também preparámos uma importante candidatura, a mais expressiva do país, para a construção de uma unidade de produção de CDR (Combustível Derivado de Resíduos), que no futuro poderá transformar estes resíduos em matéria que possa alimentar uma cadeia de combustíveis derivados de resíduos”, acrescentou.

Ao presidente da Associação de Municípios da Região do Planalto Beirão, Mário Loureiro coube a responsabilidade de informar que esta entidade, constituída por 19 municípios, tem em curso investimentos na ordem dos 27 milhões de euros, que a ‪presidente da Comissão Diretiva do PO SEUR, Helena Azevedo, considerou ser “uma grande responsabilidade”.

‪Já a ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, recordou os dias difíceis que se seguiram aos incêndios de outubro de 2017, em que arderam na região centro 1500 casas, 850 de primeira habitação, estando a maioria já reconstruídas.

“Não teria sido possível sem o maravilhoso trabalho dos autarcas, foram momentos difíceis de superação e quero realçar a importância dos municípios em torno da resolução dos problemas das suas populações e da melhoria de condições de vida”, afirmou antes de destacar a Associação de Municípios da Região do Planalto Beirão, que considera “uma referência”.

A última intervenção da tarde coube ao Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, que recordou a visita que fez ao concelho de Tondela há três anos, logo após os incêndios.

Depois de elogiar “a grande presidente da CCDRC” de então, “que foi uma grande líder” e destacar o papel dos autarcas, Marcelo Rebelo de Sousa congratulou-se “por ver de pé uma realidade destruída há três anos atrás”.

“Hoje celebramos aqui a coragem do que se enfrentou há três anos”, frisou, apelando à mesma coragem, ou até maior, para enfrentar estes tempos de pandemia e olhar para o futuro com responsabilidade.

Sobre este autor

Jorge Teixeira

Adicionar Comentário

Escrever comentário