Destaque Empreendedorismo Turismo

Belmonte, caminho até às Estrelas

Situado em plena Cova da Beira e junto à Serra da Estrela, o concelho de Belmonte tem dois percursos a Santiago de Compostela a passar no seu território; a “Via da Estrela”, que aproveitaria a antiga via romana que ligaria Mérida a Braga e o Caminho Portugal Nascente. A Via Portugal Nascente reconstrói o Caminho de Santiago pelo Interior de Portugal entre Tavira e Trancoso, daí continua para Santiago pelo Caminho de Torres e outros já existentes.

A “Via da Estrela” entra em Belmonte pelo Monte do Bispo e a Caria pela Lage do Freixo, local pitoresco onde se une a natureza à tradição. Em Caria entronca com a Via Portugal Nascente.

Passear pelas ruas de Caria é passear pela história. Em Caria, em cada rua, em quase cada casa, é possível observar marcas deixadas por populações anteriores. São os brasões, as datas, os elementos arquitetónicos reutilizados, os motivos cruciformes, os grafitos de outras eras.

É ver e maravilhar-se com igrejas e capelas (Igreja Paroquial de Caria, Capela de S. António, Capela de Santana, S. Marcos, S. Antão), com casas senhoriais (Casa da Torre, Palacete dos Viscondes de Tinalhas, Solar Quevedo Pessada, Casarão de S. Constança, Solar dos Condes de Caria), com casas com história e tradição (Casa da Roda, Casa Etnográfica, Casa das Caras, Antiga casa da Câmara), com as diversas fontes (Fonte do Prior, Fonte do Carvalho, Fonte de Sant´Ana, Fonte de S. Sebastião, Fonte do Ruivo).

De Caria ambos os percurso seguem até Belmonte, lugar onde se situa a Igreja de Santiago que apresenta frescos alusivos ao Santiago peregrino e no qual os peregrinos encontrariam conforto espiritual no decurso da sua jornada.

Coroada pelo castelo medieval, a Vila de Belmonte sobressai pela beleza das suas paisagens e monumentos, pela riqueza da sua história e recursos, pela sua fabulosa posição estratégica, que a fez dominar, desde tempos imemoriais, territórios e vias de comunicação. A História, o património e as tradições são divulgadas nos 6 espaços museológicos existentes em Belmonte; Núcleo Museológico do Castelo de Belmonte, Igreja de Santiago/ Panteão dos Cabrais (Centro Interpretativo dos Caminhos da Fé), Museu Judaico, Ecomuseu do Zêzere, Museu do Azeite e Museu dos Descobrimentos que merecem uma visita.

Em Belmonte destaca-se a figura de Pedro Alvares Cabral, descobridor do Brasil e que deu ‘Novos Mundos ao Mundo’ e a vila soube acolher gentes de outros credos e culturas. Aqui estabeleceu-se uma Comunidade Judaica que sobreviveu séculos e séculos, perdurando ainda na atualidade.

Antes de deixar o concelho de Belmonte, os peregrinos passam ainda por Centum Cellas, local único e enigmático de cronologia romana.

Sobre este autor

Jorge Teixeira

Adicionar Comentário

Escrever comentário