Empreendedorismo Turismo

Caminhos de Fé e de Peregrinação a passar por Pinhel, Cidade Falcão

Com início em Salamanca, o Caminho de Torres está documentado desde 1737. Entra no território português pela localidade de Vale da Mula (Almeida) e termina em Santiago de Compostela, depois de percorridos cerca de 600 kms por antigos caminhos medievais. Este Caminho atravessa o concelho de Pinhel, onde a beleza da paisagem convida à contemplação.

No concelho de Pinhel, o caminho inicia-se na freguesia do Alto do Palurdo e tem o seu primeiro apoio na aldeia de Pereiro, onde o peregrino poderá descansar e onde está em andamento a criação de um Albergue.

De seguida, o caminho deambula ao longo da Ribeira das Cabras até à Estrada Nacional 324, altura em que passa a ribeira na Ponte de Almeida (Séc. XVIII) e sobe, depois, até à Igreja de Santo António, antigo convento franciscano do Século XVIII, antes de entrar na parte mais urbana da cidade de Pinhel.

Do antigo convento, segue pela rua do Chafariz da Amoreira até à Porta de Santiago (Séc. XIII) para depois se poder abeirar da Igreja de Santa Maria do Castelo, em pleno centro histórico. Junto ao Castelo, com Torre de Menagem do Século XVI, o peregrino poderá comtemplar a paisagem, antes de descer até ao Posto de Turismo, onde poderá carimbar a passagem pela “Cidade Falcão”.

A saída de Pinhel faz-se pelas novas avenidas, Carneiro de Gusmão e Gago Coutinho, em direção à Ribeira da Pêga, que se transpõe pela Ponte do Saltadouro (Séc. XVIII), em direção à próxima aldeia, por caminho de terra batida que acompanha a ribeira do Porquinho. Chegados a Valbom, poderão visitar a Igreja onde se guardam três pinturas em madeira do Século XVI.

O Caminho segue depois por estrada até perto da antiga Quinta da Telha, onde a paisagem vinhateira predomina e deslumbra os caminheiros até à chegada a Póvoa d’el Rei. Daí, segue-se para a Ribeira do Massueime, cuja travessia se faz através da Ponte dos Carvalhais (Séc. XVII).

É neste ponto que se dá a entrada no concelho de Trancoso, para depois prosseguir até Aguiar da Beira, Sernancelhe, Moimenta da Beira e Lamego, antes de alcançar o Douro.

Com o objetivo de promover e valorizar o Caminho de Torres, está em curso o processo de certificação do mesmo, num esforço conjunto do município de Pinhel e dos restantes municípios que integram a Federação Portuguesa dos Caminhos de Santiago.

Sobre este autor

Jorge Teixeira

Adicionar Comentário

Escrever comentário