Blog Editoriais Opinião Opinião

EDITORIAL – Edição 27 | março 2022

Voltámos a percorrer o país, literalmente, de uma ponta à outra. Nesta edição estão representadas todas as regiões de Portugal continental, do Minho ao Algarve, e também a Madeira. É uma bonita nota que não podia deixar passar em claro. Afinal a beleza das coisas está, tantas vezes, nos detalhes. E por mais que esta revista esteja muito bem “recheada” espero que tenha tempo, caro leitor, para descobrir nestes textos que levamos até si, nestas fotos, algum detalhe que lhe interesse. Um apontamento que, com justiça, consiga transparecer o cuidado e afabilidade com que fomos recebidos em tantos sítios. Uma pequena nota, onde se dê conta do empenho de tanta gente que entrevistámos em fazer bem, em fazer cada vez melhor, em fazer coisas bonitas. Este brio profissional deve ser sempre destacado e devidamente apreciado, sem receio do elogio, desde que sincero e informado. Que nunca se confunda com a triste adulação, que não cabe aqui.

Neste mês de março celebra-se o Dia da Mulher, efeméride que nunca passa em claro na IN Corporate Magazine. As mulheres estão sempre em destaque na nossa revista, e ao ler esta edição (a começar pela nossa capa) irá perceber, mais uma vez, porquê. E também porque é que continua a ser importante assinalar este dia.

Temos também muitas páginas dedicadas ao Ensino, com particular destaque para o Ensino Profissional Agrícola. Escolas que fazem um trabalho enorme com os jovens que ali chegam à procura de um futuro. Encontram também, não raras vezes, uma nova “família” e horizontes a que dificilmente poderiam aceder de outra forma. Sempre a educação como alavanca de uma vida melhor, com mais sorrisos, como os dos alunos que nos mostraram os iogurtes acabados de fazer numa destas escolas. Tivemos o privilégio de nos abrirem todas as portas para nos mostrarem, com orgulho, cada recanto de algumas destas instalações.

Destaque também para a deliciosa e fresca laranja do Algarve, seguramente a mais doce do país. Há quem vá mais longe e diga que será mesmo “a melhor do mundo!” 

E temos ainda Ensino Artístico, para que nunca nos esqueçamos da importância da cultura, da arte, da Vida, assim com maiúscula, como deve ser vivida. É precisamente nos tempos mais sombrios, como estes que se vivem a partir do Leste da nossa Europa, que o mundo mais precisa de cultura, contra a barbárie dos ditadores. Ler é o maior combate que se pode fazer à ignorância. Que a Primavera nos traga paz e coisas bonitas.

Sobre este autor

João Malainho

Adicionar Comentário

Escrever comentário