Notícias Turismo

‘Faça férias INternas’: Mar e Rio

Parque Natural da Ria Formosa. Foto: site passeios-ria-formosa

Agosto é, por norma, sinónimo de descanso para a maioria dos portugueses. Em tempo de pandemia, a solução passa por fazer férias cá dentro. Por isso, a IN Corporate Magazine decidiu criar a rubrica sazonal: ‘Faça férias INternas’. Hoje damos destaque às praias.

Num ano em que um vírus trocou as voltas a muitas pessoas, incluindo os planos de férias, não se pode dizer, no entanto, que o mês de agosto está perdido. Com os devidos cuidados e distanciamento social, os portugueses podem sair à rua para apanhar sol e ir a uma das muitas praias de qualidade que existem no nosso país.

Na primeira parte desta rubrica ‘Faça férias INternas’, o destaque vai, como não podia deixar de ser, para o mar e o rio. Afinal, são 360 as praias com bandeira azul em 2020, o que já por si é sinónimo de qualidade e segurança, quer estejamos ou não em pandemia.

Estas são as sugestões da IN Corporate Magazine:

NORTE

A cidade invicta hasteou a Bandeira Azul em todas as praias. São 9 as praias do Porto, todas com este símbolo de qualidade: Pastoras, Carneiro, Ourigo, Ingleses, Luz, Gondarém, Molhe, Homem do Leme e Castelo do Queijo (que recebeu a distinção este ano, pela primeira vez). De salientar que as praias do Homem do Leme e do Carneiro mantêm o galardão de ‘Praia Acessível’.

Para além da Bandeira Azul, a zona balnear da Foz (Pastoras, Carneiro e Ourigo), foi distinguida com o galardão ‘Qualidade de Ouro 2020’, atribuída pela associação ambientalista Quercus, que atesta a qualidade “excelente” da água nas cinco últimas épocas balneares (2015 a 2019).

Quanto a Vila Nova de Gaia, o areal com frente marítima estende-se ao longo de 18 quilómetros, de várias praias com Bandeira Azul.

Além da beleza natural, as praias de Gaia dispõem de meios tecnológicos que permitem uma interação permanente com aqueles que as visitam, através de uma aplicação onde é possível reportar anomalias ou oportunidades de melhoria, para proporcionar aos frequentadores a melhor experiência. Numa grande parte das praias existe wi-fi.

O galardão da Bandeira Azul, atribuído a 19 águas balneares de Vila Nova de Gaia, que incluem mais de duas dezenas de praias concessionadas com todas as infraestruturas de apoio, segurança e vigilância exigidas, resulta do trabalho rigoroso e exigente desenvolvido ao longo de todo o ano.

CENTRO

A 45 minutos de carro do Porto e a 25 de Aveiro, Sever do Vouga é uma vila pintada pela natureza, onde a cascata da Cabreia é um pequeno jardim de Éden, a ecopista retemperante e as albufeiras das barragens de Ribeiradio e da Ermida locais relaxantes. Seguindo o Vouga encontramos a praia fluvial Quinta do Barco, que fica na margem esquerda do rio, na União de Freguesias de Cedrim e Paradela.

Esta praia fluvial é distinguida com a Bandeira Azul e a de ‘Qualidade de Ouro’, um galardão que distingue a qualidade da água balnear das praias portuguesas. Também está classificada como ‘Praia Acessível’, tendo as infraestruturas adequadas a pessoas com mobilidade reduzida.

Já o concelho de Pampilhosa da Serra tem o Parque Fluvial da Freguesia de Pessegueiro que, além da praia, tem um bar que outrora foi um lagar de azeite comunitário; dois bungalows destinados a alojamento turístico; sanitários e outras infraestruturas complementares.

São vários os galardões desta praia desde a primeira candidatura: Bandeira de Praia com ‘Qualidade de Ouro’ desde 2011; Bandeira de Praia Azul desde 2013; Bandeira de ‘Praia Acessível’, dado o acesso pedonal fácil, estacionamento para deficientes, nadadores-salvadores e rede de percursos pedonais acessíveis, desde 2014.

Na Guarda, cidade portuguesa com mais altitude, também existem praias fluviais. Esta sugestão da IN prende-se com o facto de a cidade estar no contexto da incomparável Serra da Estrela que lhe confere clima de montanha, revigorante ar puro e usufruto de rios de água cristalina. Portanto uma riqueza paisagística inigualável.

Até 31 de agosto pode usufruir da totalidade dos serviços e equipamentos das praias de Valhelhas, Aldeia Viçosa, Mondego e Videmonte – Quinta da Taberna. Se preferir piscina, há uma flutuante na Barragem do Caldeirão. O melhor é que na época balnear de 2021 a Barragem do Caldeirão será o ponto de partida ou de chegada do itinerário de cerca de 11,5 quilómetros dos Passadiços do Mondego. 

ALENTEJO

O concelho do Alandroal, situado junto à fronteira com Espanha, assinalada pelo rio Guadiana, marca a transição para a Zona dos Mármores, a norte, e para Alqueva, a sul.

O rio Guadiana, hoje transformado em Alqueva, marca profundamente as paisagens do concelho, no seu percurso de mais de 60 quilómetros, e emana as tradições da pesca e gastronomia ligada ao peixe do rio.

O município arranca em breve com as obras na Praia Fluvial das Azenhas D’El Rei, localizada em Montejunto, que terá assim infraestruturas de apoio ao recreio náutico, zona de restauração e área de serviço para caravanas.

Em Juromenha está a ser desenvolvido o projeto do Centro Náutico com a infraestrutura de apoio ao recreio náutico e zona de restauração com uma magnífica vista para a Fortaleza de Juromenha. Nas Águas Frias, no Rosário, será desenvolvido um projeto com todas as valências do turismo balnear de interior e com a possibilidade de praia fluvial.

ALGARVE

A zona balnear de eleição dos portugueses continua a ser na região sul do país. São imensas as opções de qualidade, pelo que iremos falar apenas de três.

Começamos com a praia do Carvoeiro, em Lagoa, ou não fosse uma das mais belas praias da Europa. A cada ano, esta cidade algarvia soma novos reconhecimentos do turismo internacional. Além de terem o Carvoeiro, os Sete Vales Suspensos são um dos melhores destinos para caminhadas e os prémios vão-se somando, ano após ano. Há ainda a formação rochosa mais famosa – e fotografada – do Algarve, que fica a 150 metros da praia de Benagil, e já foi distinguida várias vezes com títulos internacionais. São quase 17 quilómetros de costa para desfrutar.

Este ano, o pavilhão da Bandeira Azul da Europa flutua em 6 praias do concelho (Vale Olival, Nossa Senhora da Rocha, Vale Centeanes, Carvoeiro, Caneiros e Praia Grande-Ferragudo), atestando a excelência e o cumprimento de um rigoroso conjunto de critérios de informação e educação ambiental, qualidade da água, gestão ambiental e equipamentos, segurança e serviços.

Ainda nesta época balnear as praias do Carvoeiro e de Nossa Senhora da Rocha receberam a distinção de ‘Praia Acessível’.

Hotel Faro

A capital de distrito também merece uma paragem. Dá para fazer passeios de barco na Ria Formosa, cuja reserva natural foi considerada uma das 7 maravilhas naturais do país, ou aproveitar o mar. O Hotel Faro, por exemplo, tem inclusive um Beach Club na praia local.

De Tavira temos várias sugestões para deixar, quer no interior, quer junto ao Oceano Atlântico. Comecemos pela Cascata do Pego do Inferno, na União de Freguesias de Luz de Tavira e Santo Estêvão. Trata-se da maior de um conjunto de três cascatas (Cascata do Pomarinho e Cascata da Torre) formadas em tufos calcários existentes na ribeira da Asseca em Santo Estêvão. A queda de água não é muito alta, pois ronda apenas os três metros e dá origem a uma lagoa de tons verdes azeitona.

Cascata do Pego do Inferno

Santa Luzia, tendo como cenário a Ria Formosa, beneficia da genuinidade e hospitalidade das gentes locais, aliada às artes de pesca, turismo, riqueza gastronómica, passeios de barco ou de comboio. As praias da Terra Estreita e do Barril têm Bandeira Azul e de ‘Qualidade de Ouro’ e a do Barril é recomendada a pessoas com mobilidade reduzida.

Na União de Freguesias de Conceição e Cabanas de Tavira podemos ter o melhor dos dois mundos: mar e serra. No interior, o Perímetro Florestal da Conceição de Tavira, que teve a sua arborização inicial em 1920, com acácias e eucaliptos. Hoje o coberto vegetal contempla pinheiro manso, sobreiro, azinheira e ciprestes e alfarrobeiras. No litoral, a Ria Formosa, que dispensa apresentação, com a sua riqueza paisagística e a importância a nível de avifauna e dos desportos aquáticos, e a Praia de Cabanas, uma das mais belas do nosso país, com alguns quilómetros de areia fina e dourada e praia com Bandeira Azul desde 1989.

Sobre este autor

Jorge Teixeira

Adicionar Comentário

Escrever comentário