Empreendedorismo Turismo

Entre os bons ares de Penacova

Penacova ‘tem bom ar’, mas também tem Caminhos de Santiago, contribuindo significativamente para este roteiro com enorme valor histórico-cultural, que permite a interculturalidade e o conhecimento das regiões, obtendo desenvolvimento económico, social e ambiental para as localidades atravessadas por este caminho.

O levantamento histórico até agora realizado, coloca Penacova nos traçados dos Caminhos de Santiago, nomeadamente no designado Caminho do Interior e cujo traçado homologado se inicia no concelho de Viseu, passando por Castro Daire, Lamego, Peso da Régua, Santa Marta de Penaguião, Vila Real, Vila Pouca de Aguiar e Chaves, entrando em Espanha pela cidade de Verín. Se, maioritariamente, os testemunhos que encontramos se referem ao Caminho Central, não é posssível deixar de equacionar o facto de dada a proximidade de Penacova a Coimbra e à sua ligação ao Rio Mondego, faça parte de um traçado, pelo interior, que historicamente, durante séculos, terá sido utlizado por muitos peregrinos em direção a Santiago.

Ao longo do caminho existe uma oferta diversificada de património cultural, religioso e natural. O grande destaque vai para o Mosteiro de Lorvão, envolto em diversas lendas. A fundação do Mosteiro tem vindo a ser recuada até ao século VI, classificado desde 1910 como Monumento Nacional, sendo o monumento mais impactante do concelho de Penacova, com um património cultural e religioso único na história do país e não só. Os peregrinos terão também a oportunidade de encontrar várias capelas com oráculos pelas aldeias atravessadas do caminho. Na vila de Penacova é obrigatória a visita à Igreja Matriz e aos vários miradouros que oferecem uma vista deslumbrante sobre o vale do Mondego. Por fim, no património natural, é impossível ao longo do troço pelo concelho de Penacova ficar indiferente à Livraria do Mondego, um monumento natural que o tempo esculpiu ao longo de mais de 400 milhões de anos.

Ainda sem um albergue típico para peregrinos, o concelho de Penacova conta com vários alojamentos locais, de várias tipologias, que oferecem todas as garantias de comodidade aos peregrinos, bem como a preços acessíveis. Além disso, toda a rede de infraestruturas de apoio como centros de saúde, bombeiros, farmácias e GNR está o suficiente perto do troço ou é percorrido nalguns casos por ele, para prestar o auxílio sempre que necessário. De salientar ainda vários espaços ajardinados, parques de lazer ou fontes para um breve descanso sempre desejado.

A longo prazo será cumprida toda a demarcação e sinalética no percurso que dê indicações sobre o troço, mas também sobre todas infraestruturas de apoio e condições de segurança ao longo do mesmo. O Caminho do Interior encontra-se neste momento registado de Viseu a Santiago de Compostela, faltando efetivar no terreno a ligação no troço entre Coimbra e Viseu, no qual o município de Penacova pretende ter um papel ativo na valorização deste património imaterial e religioso.

Sobre este autor

Jorge Teixeira

Adicionar Comentário

Escrever comentário