Gastronomia | Vinhos

Uma explosão de sabor e requinte

Situado em Paderne, Albufeira, O Alagar é um restaurante acolhedor e com um excelente ambiente. O espaço já pertencia à família, mas foi remodelado e abriu portas em 2010. Na gerência encontra-se o chef Luís Costa que, em entrevista à IN, nos dá a conhecer o seu restaurante.


Apesar do espaço estar completamente remodelado o nome permaneceu o mesmo, até porque o local onde está situado era um antigo lagar de azeite. É moderno e oferece pratos interessantes e combinações gastronómicas irresistíveis. Inspirado na cozinha mediterrânica, o Alagar tem uma ementa requintada e para a sua confeção são apenas usados produtos frescos de alta qualidade.

Delicie-se com o lombinho de porco com molho de figos e puré de batata-doce ou com a perna de pato confitada acompanhada com puré de abóbora e molho de laranja. Se preferir peixe, aconselhamos o bacalhau com puré de grão e azeite de coentros, o bife de atum corado com batata às rodelas e pimentos grelhados ou a cataplana de peixe. Acompanhe a sua refeição com um soberbo vinho à sua escolha ou aceite a sugestão do chef. Para os mais gulosos a escolha poderá tornar-se difícil: entre o pudim de Abade de Priscos com sorvete de tangerina, o creme brulée de laranja, a tarte de chocolate negro, caramelo e amendoim ou a mousse de lima com frutos vermelhos.

No que toca aos clientes, tem havido uma ligeira diferença ao longo dos últimos meses, “antes tínhamos mais estrangeiros, mas agora começamos a ter muitos portugueses, especialmente desde o último verão”, comenta Luís Costa. O restaurante também apresenta, na Internet, boas avaliações por parte dos seus clientes e estes mostram um feedback positivo.

Falando sobre a concorrência, o chef diz ser algo importante e salutar para o restaurante e adianta que “o que nos diferencia é a nossa aposta de produtos frescos e pratos diferentes, com outro simbolismo”. Trabalham com excelentes fornecedores e fazem questão de usar produtos de qualidade, um ponto assente na oferta do Alagar.

A equipa é pequena, especialmente no Inverno, no entanto é possível realizar pequenos eventos como jantares de empresas ou até mesmo aniversários. O restaurante tem capacidade para cerca de 50 pessoas.

A ideia é continuar o trabalho que tem sido realizado até hoje, mantendo a qualidade dos pratos e do serviço, dinamizando o restaurante, com vista a uma maior visibilidade

Sobre este autor

João Malainho II

Adicionar Comentário

Escrever comentário