Atualidade Cultura Destaque Notícias

‘Europe Shine A Light’: Vem aí uma alternativa à Eurovisão

Foto: NPO/AVROTROS/NOS

Maior evento de entretenimento televisivo do mundo pode ter sido cancelado por causa da pandemia de COVID-19, mas os organizadores já arranjaram uma solução a ser igualmente transmitida a 16 de maio.

O próprio nome mistura Eurovisão com uma Europa unida graças à música, em altura de pandemia. No fundo, o cerne da existência do evento, nascido depois da 2ª Guerra Mundial para, precisamente, unir os povos envolvidos à volta da música.

‘Europe Shine A Light’ (‘Europa acende uma luz’, em tradução literal) é o nome da alternativa à Grande Final do Festival da Eurovisão, cancelado pela primeira vez na sua história, por causa da pandemia de COVID-19. Será transmitido no mesmo horário e dia da final: 16 de maio pelas 21h00 (Hora da Europa Central), ou seja, pelas 20h00 em Portugal.

Misturando a Europa com o título de um ‘hino eurovisivo’ – da autoria do grupo Katrina & The Waves, que ganhou pelo Reino Unido o festival de 1997 com o tema ‘Love Shine A Light’ (‘O amor acende uma luz’, em português) -, a ideia é ter um espetáculo em direto e ao vivo, onde se recordarão ‘hits’ antigos.

Quanto aos 41 participantes, não estarão a concurso, nem haverá pontuações, mas terão uma participação especial a partir “dos diferentes pontos da Europa onde se encontram”, como frisou a EBU, responsável pela Eurovisão. A saber: serão transmitidas as canções (ainda que não na totalidade dos três minutos de duração) e aqueles artistas interpretarão as tais músicas antigas eurovisivas.

Quanto à possibilidade de as músicas deste ano poderem concorrer na edição seguinte, a organização já declinou essa ideia. No entanto, muitos dos artistas foram já convidados pelas estações de televisão do seu país e aceitaram o desafio de participarem na edição de 2021. Não é o caso de Elisa, representante portuguesa, que não foi convidada pela RTP.

‘Europe Shine A Light’ terá a apresentação daqueles que seriam os apresentadores do certame em Roterdão, nos Países Baixos, de 12 a 16 de maio: Chantal Janzen, Edsilia Rombley (esta é uma antiga concorrente do concurso, em 1998 e 2007) e Jan Smit.

O evento, com uma duração de duas horas, terá a organização da EBU, responsável pela Eurovisão, e dos canais de TV dos Países Baixos: NPO, NOS e AVROTOS. Terá igual transmissão online e em direto no canal de YouTube oficial.

O objetivo é unificar todo o continente europeu – e a Austrália – “com letras unificadoras apropriadas à situação em que atualmente todos nos encontramos”. Antigos participantes do festival também marcarão presença.

A influencer holandesa NikkieTutorials também irá criar conteúdo na internet durante esta emissão especial.

Foto: NPO/AVROTROS/NOS