Atualidade Notícias

Pandemia faz cair o uso do Multibanco em 27,5%

Foto: Unsplash.com
Levantamentos e pagamentos em terminais de lojas tiraram 5,2 mil milhões de euros ao Multibanco no segundo trimestre do ano. Foram menos 58,7 milhões de euros por dia em relação ao mesmo período de 2019.

O estado de emergência e o confinamento resultantes da pandemia de COVID-19 limitaram a atividade económica e a circulação de pessoas e o uso do Multibanco ressentiu-se.

Segundo os dados da gestora SIBS citados pelo jornal ‘Correio da Manhã’ esta terça-feira, o movimento caiu para 13,7 mil milhões de euros no segundo trimestre do ano, menos 5,2 mil milhões do que no mesmo período de 2019, ou seja, menos 58,7 milhões de euros por dia.

Em termos percentuais, foi uma queda de 27,5% em levantamentos em caixas ATM e pagamentos em terminais Multibanco no período que vai entre início de abril e final de junho, portanto na altura mais preocupante da pandemia.

O Banco de Portugal já tinha indicado que no mês de abril tinha havido uma “redução sem precedentes nos pagamentos em Portugal”, dizendo também que nunca houvera um “registo de um número tão reduzido de levantamentos de numerário” nos últimos 20 anos.

Um distrito em concreto registou a maior redução dos movimentos: Lisboa. Os pagamentos em lojas na capital reduziram-se em 1,4 mil milhões de euros, com menos 557 milhões de euros no distrito do Porto.

No entanto, houve um aumento de gastos em hipermercados e supermercados no segundo trimestre. De acordo com os dados da SIBS, os portugueses gastaram quase três mil milhões de euros naquelas superfícies comerciais, um crescimento de 19% da utilização de meios de pagamento integrados na rede da SIBS.

Além disso, quase duplicou a utilização do serviço MB Way em comparação com os primeiros meses do ano, antes de surgir a pandemia, ou não fosse um serviço que não precisa do objeto físico do cartão para fazer transações.

Sobre este autor

Jorge Teixeira

4 Comentários

Escrever comentário