Saúde, Estética e Bem-Estar

A importância de cuidar da nossa pele no verão

Com a chegada do Verão, o sol e o calor poderão ser tanto um amigo como um inimigo. É sempre bom apanhar vitamina D, mas se for em demasia poderá provocar queimaduras, manchas, ressecamento e até envelhecimento precoce. Deixamos algumas sugestões de como cuidar da sua pele do rosto e do corpo.

Não poderíamos deixar de começar por referir o método mais tradicional para manter uma pele saudável e protegida dos raios UV: utilizar protetor solar é muito importante, não só durante os momentos de exposição direta ao sol, ou seja, na praia, mas também diariamente, considerando que uma grande parte do nosso corpo fica exposta ao sol. Este hábito poderá evitar o envelhecimento precoce da pele, o seu ressecamento e previne o cancro da pele ou cutâneo. A dermatologista Helena Toda Brito, deixou alguns conselhos de como utilizar o protetor solar à Advance Care, referindo que este deve ser aplicado uniformemente em todo o corpo, incluindo pescoço, orelhas, lábios, pés e couro cabeludo, áreas de comum esquecimento, entre 20 a 30 minutos antes de sair de casa. O processo deverá ser repetido de duas em duas horas e o fator de proteção solar (FPS) deverá ser igual ou superior a 30. Também deverá ser evitada a exposição solar entre as 12 horas e as 16 horas, protegendo-se com roupa, chapéus e óculos de sol.

A hidratação da pele é um fator muito importante que já é assegurado pelo protetor solar, mas não é suficiente. É necessária uma hidratação constante, utilizando cremes principalmente a seguir a um banho e nas zonas que se demonstram mais ressequidas. Manter a pele seca e limpa, evitando a transpiração, é também essencial para evitar a proliferação de micro-organismos. A esfoliação corporal ajuda a retirar as células mortas e manter a pele saudável. Para além disso, a ingestão de líquidos é também essencial para esta hidratação, sendo o mais importante a água. A maquilhagem também deve ser adaptada a esta altura de grande calor e consequente transpiração e oleosidade da pele. A dermatologista sugere a utilização de maquilhagem mais leve, evitando ingredientes como o retinol, o ácido glicólico e a hidroquinona. Determinados medicamentos podem provocar queimaduras na pele, mesmo tendo estado pouco exposta ao sol, recomendando-se uma maior atenção aos seus efeitos. Certos perfumes e outros produtos com álcool também poderão provocar manchas solares quando combinados com a transpiração, sendo recomendada a moderação na sua utilização.

Vários profissionais referem também que a vitamina D pode ser obtida através de determinados alimentos, tais como salmão, atum, leite, gema de ovo, entre outros. Os vegetais e as frutas são também uma sugestão de consumo, sendo que alimentos com betacaroteno, como a cenoura, abóbora e maçã, produzem melanina e, ao mesmo tempo, antioxidantes.

Por fim, os banhos, tal como já referido, são importantes, mas preferencialmente de água pouco quente, sendo que esta não é tão agressiva com a nossa pele. Logo a seguir a um mergulho no mar, é recomendado um banho de água doce para retirar todo o sal deixado no corpo, evitando tornar a pele mais ressequida.